francisco gil

francisco gil

Gilsons | Trio faz show em Copacabana

Gilsons fazem show em Copacabana
Com influências da MPB aos blocos afros, Gilsons apresentam seu novo EP nessa terça-feira, 17 de dezembro, em Copacabana

Gilberto Gil, desde os tempos da tropicália, deixou muitos legados para a cultura nacional. Contudo, o que talvez ele não esperasse é que suas próximas gerações viriam com o mesmo dom de cantar e encantar. Seu filho caçula e dois de seus netos estão mostrando cada vez mais seus talentos e provando que a genética musical não falha. 

O trio Gilsons, formado por José Gil, Francisco Gil e João Gil surgiu com dois singles ainda em 2018. Ademais, no último dia 22, o grupo divulgou seu primeiro EP “Várias Queixas” que será apresentado ao público carioca nessa terça-feira (17).

5 músicas compõe o novo álbum

A saber, com o total de cinco músicas, o novo projeto traz ao mesmo tempo a doçura de uma voz ao pé do ouvido e o balanço das ondas do mar que percorrem entre o litoral carioca e soteropolitano. Difícil não se render aos versos autorais e arranjos harmoniosos que conversam perfeitamente com as nossas expectativas como as de “Vento e Alecrim”,  “Cores e Nomes” e “Love, love”.

Clipe de “Várias Queixas” pode ser encontrado no YouTube

Inclusive, “Várias queixas”, uma das faixas e título do projeto, é uma composição do bloco Olodum que já possui mais de 40 anos de histórias nas ruas do Pelourinho. Com direção e roteiro de Pedro Alvarenga, estrelado por Jeniffer Dias e Hiltinho Fantástico, a canção ganhou um clipe super envolvente e esteticamente bem feito, filmado na comunidade da Tijuquinha, no Rio de Janeiro. 

A capa do primeiro álbum traz os três jovens quando ainda eram crianças brincando justamente daquilo que os une, cantar e tocar instrumentos. Essa entrada já traz uma característica familiar que propicia ainda mais a ligação do público com a obra. Aliás, até mesmo o nome desse encontro tem laços sanguíneos. A referência ao sobrenome foi sugestão de Preta Gil, mãe de Francisco. 

“A Voz” fala das reviravoltas e descobertas de tornar-se pai

Francisco, inclusive, é autor de “A Voz” que fala sobre o nascimento de sua filha, Sol de Maria, e mostra além do amor, as descobertas, felicidades e sustos do novo momento como pai. “A música é uma coisa que ganha vida por si só. Ela nasce e cresce através dos sentimentos que desperta nas pessoas… ela se transforma. Os Gilsons nasceu despretensioso e o desejo de jogar pro mundo o nosso som foi genuíno e imediato. Com o tempo, as canções ganharam força através das pessoas”, assim foi descrita a sensação de satisfação ao divulgarem pela primeira vez nas redes sociais o novo trabalho pronto.

Os três já faziam parte da banda Sinara

E, por falar em boa música, devemos lembrar que todos os três compunham a banda Sinara ao lado do vocalista Luthuli Ayodele e do baixista, Magno Brito, que também merece destaque. Mas, ao que parece, apenas João prosseguiu nos dois grupos. Sinara, em 2017, lançou o álbum de estúdio chamado “Menos é Mais” disponível nas plataformas digitais com faixas como: “Floresta”, “Sem Ar” e “Antes que eu morra”. As músicas são muito próximas do reggae e a produção foi realizada por Pedro Baby e Sergio Santos.

Dessa vez, Lana Janoti trouxe duas dicas em uma e vale super a pena dar o play para escutar. Agora, aos que já conhecem o trio “Gilsons”, essa é a oportunidade de assisti-los, nessa terça-feira no Theatro Net Rio, às 21h.

Serviço:

Show: Gilsons

Local: Theatro Net Rio

Horário: 21h

Preço: A partir de R$ 30

Classificação: 12 anos

Ademais, leia mais😉
Rio Music Market promete explicar novo mercado musical
Tântrica Santina – Rita Rocha e Alhandra A falam sobre teatro, política e resistência
Palavras resistentes na LER – Salão Carioca do Livro
Anúncios
Instagram