Sunday, February 28, 2021

Crítica | Por trás dos seus olhos

“Por trás dos seus olhos” (Behind Your Eyes) é uma nova minissérie britânica da Netflix, inspirada em um livro de mesmo nome de Sarah Pinborought. A história acompanha Louise (Simona Brown) uma mãe solteira que se dedica a cuidar de seu filho e numa noite resolve ir a um pub, onde conhece David (Tom Baterman), um homem misterioso que a envolve, mas que logo em seguida percebe que é casado e, além disso, vira seu chefe. Ademais, em uma surpresa do destino acaba conhecendo Adele (Eve Hewson) esposa de David e acontece uma amizade inesperada.

Louise se vê em uma trama muito sombria, com várias pontas que não parecem fazer sentido, mas que começam a mexer com ela. A trama por si só é bem interessante, pois temos o fator da psiquiatria como trabalho de David, como uma paciente para Adele, algumas noites de sonambulismo para a própria Louise, tudo isso atrelado ao fator sentimental e que todos ali são reservados quanto a qualquer informação.

Tudo isso te faz querer sempre saber mais do que a série mostra principalmente para entender melhor os personagens. É esse é o grande chamariz da minissérie “Por trás dos seus olhos”.

Elenco

Todos os três atores são ótimos em seus papéis, com profundidade, criação de emoções e mixed fellings em várias cenas. As feição fria, contida, raivosa, maléfica e até inocente estão todas presentes de forma precisa. Cenas de discussão ou tensas são pontos altos e que nos deixam sem saber quem é são ou não na história.

Se você gosta de profundidade, mistério e boa atuação, com poucos episódios, pode correr e abraçar essa série com toda força. Se prefere conteúdo mais leve e que entretém apenas, talvez não seja para você. De qualquer forma vale muito a pena dar uma chance. Comente aqui o que achou, ou se vai ver e se é o tipo de conteúdo. Indicações são sempre bem vindas tanto para nossos leitores quanto para este que vos fala.

Enfim, se liga no trailer:

Ademais, veja mais:

A Voz Suprema do Blues | Dignidade, respeito e independência
The Forty-Year-Old Version | Rapper negra tem carisma e inovação na Netflix
Crítica | ‘Era Uma Vez Um Sonho’ é elegia caipira emocionante na Netflix

Escreve o que achou!