Saturday, September 24, 2022

Espetáculo ‘Cosmogonia Africana’ abre temporada nos teatros do Rio

Há cinco anos ocupando os palcos do Rio de Janeiro, o espetáculo de dança afro, “Cosmogonia Africana – A Visão de Mundo do Povo Iorubá” abre temporada para 2022. Ainda por cima, com sessões gratuitas e classificação livre.

As primeiras apresentações acontecem nos dias 20, 21 e 22 de maio, às 19h, no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, na Tijuca, berço do importante projeto idealizado pela diretora, bailarina e professora de dança Aninha Catão. Com a finalidade de manter a interatividade com o público, o espetáculo também promove outras ações gratuitas: palestra sobre cosmogonia iorubá, com Marcelo Montro (19/04), oficina de dança afro com Aninha Catão (21/4) e oficina de percussão, com Alexandre Munhra (22/4).

O espetáculo preza por um ineditismo em mostrar uma versão africana para o mito da criação do universo. O “big bang” no Cosmogonia Africana ao som de tambores tocados por quatro músicos que representam os ogans dos tradicionais terreiros de Candomblé no Brasil. É o grupo artístico Tambor de Cumba, liderado por Aninha e composto por mais sete bailarinos, retratando não só como as primeiras formas de vida surgiram a partir de elementos primordiais da natureza: o fogo, a terra, a água e o ar, como também as divindades iorubás, conhecidas como orixás. Dessa forma, esse é o diferencial que aguça tanto público em busca de conhecimento sobre histórias que valorizam a cultura afro-brasileira e a identidade da população negra no país.

Aliás, confira nosso papo com a coreógrafa da peça:

Os gestuais e danças apresentadas pelos artistas, assim como o canto de Nina Rosa, são pontos encantadores que se interligam em diferentes momentos do espetáculo e provocam êxtase nos espectadores. Com uma equipe majoritariamente negra, o projeto tem a finalidade de combater o racismo tendo o cenário cultural e didático como aliados nesta causa. Após este primeiro momento, o espetáculo ainda realizará outras apresentações pela cidade, com a agenda de atividades disponíveis no Instagram @cosmogoniaafricana e no site oficial do Tambor de Cumba, https://www.tambordecumba.com/. O Cosmogonia Africana – A Visão de Mundo do Povo Iorubá é baseado no importante trabalho homônimo à iniciativa, desenvolvido por Marcelo Monteiro, com o qual já conversamos aqui.

Programação palestra e oficinas:

19 de maio – 19h: Palestra com Marcelo Monteiro sobre a cosmogonia africana

21 de maio – 10h30: Oficina de dança afro com Aninha Catão

22 de maio – 10h30: Oficina de percussão com Alexandre Munhra

Serviço:

Cosmogonia Africana – A Visão de Mundo do Povo Iorubá

Entrada: Gratuita

Local: Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro

Endereço: Rua José Higino, 115 – Tijuca, Rio de Janeiro

Telefone: (21) 3238-0357

Datas: 20, 21 e 22 de maio de 2022

Horário: 19h

Classificação: Livre

Duração: 2 horas

Ademais, leia mais:
Além disso, tem Marcelo Monteiro | “Cosmogonia resgata e desperta a consciência do povo negro”
Por fim, Ana Catão do Cosmogonia Africana| “Nossa missão é trazer essa história que foi varrida para debaixo do tapete”

1 Comment

Escreve o que achou!