Saturday, October 23, 2021

Mid 90’s | Um mergulho na década de 90 através das pistas de skate

Assistir Mid 90’s é como voltar à década que pulsa fortemente até hoje. Ou, para quem é da geração Z, essa é uma oportunidade de conhecê-la um pouco mais. A ambientação e a estética do filme nos remete a uma nostalgia. As roupas largas dos figurinos e as imagens que lembram gravações de VHS permitem um mergulho nos anos 90. Jonah Hill, roteirista e diretor, acertou em cheio em seu filme de estreia, lançado em 2018. Conhecido pela atuação em ‘O Lobo de Wall Street’ e ‘Django Livre’, Johan presou por skatistas no elenco. Logo, os atores selecionados para o filme possuem pouca ou nenhuma experiência prévia.

A vida de Stevie e seus encontros

Em Mid 90’s, Johan faz um recorte do mundo do skate para narrar vivências do início da adolescência. Trata-se das primeiras experiências, algumas confusões, aventuras, abuso moral, masculinidade tóxica e amizade. Aos 13 anos Stevie passa por situações conturbadas na sua vida. O irmão mais velho, que também tem muitos conflitos internos, o abusa moralmente e agride constantemente sem qualquer oportunidade de defesa. Já sua mãe, engravidou ainda jovem e parece não saber lidar bem com a maternidade e o crescimento de ambos. O menino procura válvulas de escape que possibilitem a sua liberdade, até encontrar essa oportunidade no skate. 

Afinal, Stevie conhece um grupo de amigos skatistas com idade entre 15 e 17 anos em Los Angeles. Ele se torna mascote da turma após se desafiar saltando em cima de um telhado. A partir desse momento ele se enturma, conhece pessoas novas, afasta-se de casa e das agressões do irmão e vai se encontrando na adolescência. 

Simples, sensível e divertido

Certamente o filme não possui um teor moralista quando trata sobre o uso de álcool e drogas, afinal, tudo é apresentado com naturalidade e da forma como acontece na vida real. Isso facilita uma identificação ao assistir. Mas, é a aliança com Fuckshit (Olan Prenatt), Ray (Na-Kel Smith), Fourth Grade (Ryder McLaughlin) e Ruben (Gio Galicia) que torna toda a narrativa mais interessante. O elo entre Stevie e Ray é muito bonito, o garoto sempre tenta dar bons conselhos e procura defender o amigo daquilo que pode trazer más consequências. Por fim, Mid 90’s entra para a lista de filmes independentes com boa atuação, diálogos simples, imagens sensíveis e momentos divertidos que valem a pena serem vistos. 

Ademais, veja mais:

Caçadores de Demônios | Enfim, Caça-Fantasmas com Yu Yu Hakusho na Netflix
Tokyo Ghoul | Filme live-action na Netflix é boa adaptação

 

Escreve o que achou!