Muato homenageia Nelson Mandela com show online interativo

Se vivo estivesse, Nelson Mandela faria 103 anos no dia 18 de julho. Para homenagear a sua figura e o seu legado na luta contra a discriminação e a segregação racial, o multiartista Muato realiza a próxima live do projeto “AfroLove Songs ou A Canção Urbana de Amor Política”. A apresentação acontece no domingo, a partir das 20h, e será uma experiência multiplataforma interativa, integrando Youtube, Instagram, Whatsapp e Zoom. Premiado no Brasil e no exterior, Muato é cantor, compositor, ator, multi-instrumentista, diretor e produtor musical.

“Homenagear Nelson Mandela faz muito sentido para o projeto justamente porque reafirma o lado político dessas canções de amor. É um movimento que aponta para o amor em todas as escolhas, o amor como força transformadora, como energia de ação. De alguma forma, o amor está sempre presente e nada melhor do que jogar luz na figura desse grande ícone para exaltar isso”, revela Muato.

Além das composições do projeto, o público também entrará em contato com criações elaboradas especificamente para essa homenagem. Para participar da experiência completa, acesse www.muato.com.br/experience

Trama de amor e resistência

“AfroLove Songs ou A Canção Urbana de Amor Política” é uma série musical e poética sobre o amor preto. Além disso, traz a interferência das questões político-sociais na forma de se viver os amores. Ademais, conectado com diversas artistas, como Carol Dall Farra, Vitória Rodrigues e Nara Couto, o projeto integra clipes, lives e um repertório com criações próprias regidas por formatos diversos de Love Songs temperados com uma poesia imagética e um flerte estético entre a Canção Brasileira, o Hip-Hop, o Pop e o Jazz.

Aliás, em paralelo, o artista realiza uma intervenção artística pela cidade, colando trechos de suas composições no cenário urbano através da técnica popularmente conhecida como “Lambe lambe”, com arte de Alonso Martinez e logomarca de Raquel Alvarenga.

Enfim, pelos muros cariocas, estão espalhadas frases como “Eu não tenho um sonho, eu tenho um plano”, “Viver o amor é um pós-guerra” e “O sol tipo flecha na fresta aquece na alma o que resta”.

Escreve o que achou!