Saturday, November 28, 2020

Viva o aqui e agora – Carlos Henrique Viard Júnior

Tive a oportunidade de assistir uma palestra. Começou com uma pequena história sobre um discípulo em busca de um mestre que ensinasse a atenção plena. O buscador soube de um lugar e lá foi. Bateu na porta e foi atendido pelo próprio mestre.

Pediu para ser um discípulo, pois queria aprender a atenção plena. O mestre aceitou, mas disse a ele que teria que passar dez anos estudando e praticando. E que, após esse período, lhe faria uma única pergunta.

Passaram-se os dez anos. Naquela manhã, muita chuva caía. O buscador teve que botar botas, capa de chuva e casaco. Ficou pensando qual seria a pergunta. Havia estudado muito e sentia-se preparado para o que viesse.

Chegou ao templo, deixou suas coisas na entrada, bateu na porta e entrou.

O mestre então fez a pergunta: “Discípulo, antes de entrar, de que lado da porta você deixou suas botas?”.

Através de histórias como essa, e exemplos cotidianos, Carlos Henrique Viard Júnior deu sua palestra, ensinando como manter um estado de atenção plena, assim vivendo verdadeiramente. Nada de pensar no passado, que já foi. Ou no futuro que ainda não chegou. O que importa é o presente, estar no presente.

Carlos disse que sempre ouviu a frase “o tempo cura tudo”. Não, não cura. O que cura é amadurecer, aprender, ressignificar. E isso pode levar tempo. Citou Swami Shivananda: “Vida simples, pensamento elevado”.

Deu os nove passos para a atenção plena:

1 – A vida acontece no momento presente

2 – O momento presente é nesse instante

3 – Esse instante é aqui e agora

4 – Aqui e agora só é possível com respiração consciente

5 – Faça uma coisa de cada vez

6 – Tenha mente de principiante (atenção, curiosidade, cuidado)

7 – Liberdade dos condicionamentos

8 – Despertar do cuidado amoroso

9 – Reconexão com o Divino

Explicou que onde existe ego não existe amor e que o universo é a materialização do altruísmo. Krishna já dizia no Bhagavad Gita: “a mente é uma péssima senhora, mas uma ótima servidora”. O amor é fonte, caminho e meta. Quando encontrar alguém não pense no que aquela pessoa pode te oferecer, mas sim no que VOCÊ pode oferecer a ela, pois é dando que se recebe.

A palestra foi um oferecimento gratuito da Fundação Sai do Brasil, Organização Sathya Sai e Comitê Sudeste II.

Engrandecedora.

Escreve o que achou!