Rolé Literário ganha benção em Cascadura

A edição de fevereiro da Resenha com Escritores, organizado pelo coletivo Rolé Literário, aconteceu no último sábado (15/02), no Bar do Papa, em Cascadura. O evento tem se firmado como uma ótima alternativa para conhecer novos talentos da literatura, além de ser um espaço de encontro entre autores. Além disso, oferece oficinas mensais para quem quer aprimorar sua escrita.

Esta edição pegou o gancho do carnaval e promoveu uma oficina sobre samba-enredo, dada pelos escritores e professores de História, Fábio Carvalho e Philippe Valentim. Eles abordaram toda a questão literária por trás da escrita de alguns sambas-enredo clássicos e outros menos conhecidos e, posteriormente, fizeram uma atividade em que os participantes da oficina pudessem reinventar sambas-enredo, criar poemas ou mesmo sinopses a partir das canções abordadas na oficina.

As impressões causadas em quem foi pela primeira vez não poderia ser melhor. Surpreendeu Carolina Azevedo, por exemplo.
“Eu já havia escutado a respeito do evento, sigo alguns dos autores do coletivo e o próprio coletivo nas redes sociais, e achei muito importante a descontração do espaço, que agrega com o clima do evento. É muito importante esse tipo do evento no subúrbio, para que a gente possa aproximar essa produção do público da região. Acho muito válido e espero que o evento
se expanda e que tenham muitos outros encontros como esse”, disse Carolina.

Boa impressão

Contudo, a boa impressão não ficou restrita ao público. Fábio Carvalho, membro do coletivo e um dos organizadores da oficina, ficou muito contente com o evento e a receptividade do tema pelo público. “Fico feliz em ver um evento tão recente que já está criando uma cara, com gente vindo de vários lugares para nos prestigiar, veio gente de Campo Grande para acompanhar nossa
oficina, e a receptividade das pessoas foi maravilhosa. Fiquei muito feliz em ter dado essa oficina com o Valentim. Foi incrível”, afirmou Fábio.

Boa parte do crescente sucesso da Resenha se deve ao clima descontraído do Bar do Papa. E o próprio “Papa” (o de Cascadura) fala da importância do espaço, que vai bem além da ideia estereotipada que construímos de bar. Fernando Coelho, conhecido como “Papa”, faz questão de dizer que preza para que seu bar seja um espaço de respeito às diferenças, com as portas sempre abertas à cultura e busca colaborar, do seu jeito, na construção de um mundo mais justo e tolerante.

A benção do Papa

“(o Bar do Papa) se tornou um espaço de encontro, em que não só os moradores, como pessoas de outros lugares, vem aqui. Vez ou outra os meninos do Santa Mônica pedem para fazer festa aqui, os amigos de meus filhos também fazem eventos aqui de música, enfim, é um espaço aberto para qualquer coisa, como sempre abro para a Resenha. Diante da situação atual do Brasil, com a cultura tão atacada, com tanto ódio, discriminação, que são coisas que me dão medo inclusive, a minha maneira de fazer alguma coisa para mudar isso tudo de ruim que vemos é abrir o espaço do bar para a cultura. É o mínimo”, declarou o Papa Fernando Coelho.

Para quem ficou curioso, a próxima edição da Resenha com Escritores deve ocorrer no dia 15/03. Sigam a página do coletivo Rolé Literário no Facebook para ficar informado sobre dia, horário e oficina a ser oferecida no próximo evento, bem como para ver fotos e vídeos das últimas edições. O coletivo posta, também, três vezes por semana, textos dos integrantes do coletivo: https://www.facebook.com/roleliterariorj/

Fiquem informados e acompanhem as novidades aqui no Vivente Andante!

Ademais, leia mais:

Isto é um Negro? Veja a reflexão de Pamella Lessa, do Coletivo Pretas Ruas
Rapper Negra Jaque | “Rap é mão preta de interferência na sociedade”
Dançarina Ana Catão | “Nossa missão é trazer essa história que foi varrida para debaixo do tapete”

 

Anúncios
Show More

Escreve o que achou!

Instagram