Tuesday, September 21, 2021

Animais na Pista | Cinema da Paraíba usa plano-sequência e faz crítica dura

Esse ano li o livro “Carne Crua” com diversos contos de Rubem Fonseca. Uma escrita seca, violenta, muitas vezes incômoda. Ele é o criador do personagem Mandrake e suas muitas aventuras, que já viraram uma ótima série televisiva. Então, recebi para ver antecipadamente alguns filmes do Festival O Novíssimo Cinema da Paraíba.

O Novíssimo Cinema da Paraíba | À La Carte exibe o festival com exclusividade on-line e gratuito

Entre os filmes, um curta-metragem baseado exatamente em um conto de Rubem Fonseca. O filme “Animais na Pista” é uma crítica ao egoísmo humano e a uma falta de humanidade. A obra, adaptação livre de “Relato de ocorrência em que qualquer semelhança não é mera coincidência”, tem direção e roteiro de Otto Cabral.

A princípio, a atmosfera é mórbida e a fotografia segue nesse tom, um avermelhado que combina com a hora da madrugada. A direção de fotografia de Rodolpho de Barros merece elogios. Ao fundo podemos ver belas nuvens.

Além disso, a direção de Otto Cabral impressiona na forma como segue em grande parte numa única tomada, um plano-sequência muito interessante, mas cujos movimentos da câmera podem trazer certa tontura e desagradar em certos momentos.

O dia amanhece e vemos um grupo de pessoas com um interesse animal. Então entendemos a perspectiva da câmera e sentimos uma tristeza pungente.

Afinal, um filme rápido, mas que passa seu recado com profundidade, com várias qualidades incluindo uma boa captação e edição de som, com trilha sonora cujo violino alimenta a reflexão e embala a produção. Direção e roteiro de Otto Cabral, que mostra visão.

Serviço

O Novíssimo Cinema da Paraíba

Data: 5 a 18 de agosto

Horário: das 12h do dia 5.08 às 23h59 de 18.08

Valor: Gratuito para assinantes e não assinantes www.belasartesalacarte.com.br/browse

Ademais, leia mais:
Piedade | Crítica
A arte da felicidade | Filme italiano traz sabedoria e espiritualidade nos rumos de um taxista
Crítica | ‘Tempo’ de M. Night Shyamalan

1 Comment

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: