Domingo | Filme sobre Família Escolhas e Fé

Filme tem roteiro de Lucas Paraízo e direção de Clara Linhart e Felipe Gamarano.

Família e Escolhas

Desde muito tempo vejo o domingo como o dia da família, o que poderia gerar muito desconforto e cobranças caso criasse expectativas sobre este fato. É o dia em que lembramos dos planos não realizados, de há quanto tempo não somos felizes, momento em que as frustrações estariam afloradas. Olhamos para aqueles à nossa volta e fazemos a escolha entre permanecer ou partir.

Consequentemente, deveríamos tentar dedicar nossa vida à cumprir nossos propósitos. Viver como nos alegra e explorar momentos que tenham potencial de eternidade. Estar em sua pele de forma autêntica pode ajudá-lo a fugir das fantasias momentâneas, erros incalculados e das mágoas causadas pelo ego não tratado.

Em Domingo, voltamos no tempo, e não é preciso ir muito longe para lembrar de um Brasil burguês, hipócrita, racista, elitista, homofóbico e cruel. Insensível ao sofrimento alheio, ególatra de suas banalidades e saudosamente escravista e desumano.

Como resultado, temos uma classe que detinha poder e que dele se utilizou para humilhar, subjugar e explorar, seja sexual ou economicamente, causando danos morais e psicológicos. Sobreviver ao Domingo talvez não seja possível a todos e talvez ninguém ali se importe com isso. Bem vindo à primeiro de janeiro de 2003, dia da posse de Luiz Inácio. Marco histórico na luta dos trabalhadores.

Veja o Trailer:

Mudança e Fé

Um filme tão real que me embrulha o estômago só de lembrar. A impunidade com que declaram seu ódio de classe e origem naqueles dias assombra. As vítimas dessas agressões talvez tenham hoje mais apoio e voz do que naqueles tempos de escuridão. Quem se libertou daquela realidade fútil e infértil sente provavelmente uma mistura de asco e certeza de ter feito a coisa certa. Fadar ao desaparecimento constelações tóxicas e disfuncionais como as da trama seria uma conquista digna de feriado nacional com muita festa.

Enfim, temos agora uma geração que sabe ser possível mudar realidades com projetos e diretrizes bem estabelecidas. Poderíamos ter avançado ainda mais com aquele propósito que acabou se perdendo e desvirtuando pelo caminho. É possível mudar e cabe a nós não esquecermos como e com quanta luta se formou o país que herdamos hoje.

Como que numa oração, desejo aos leitores domingos de mudança e fé em dias melhores.

Ademais, veja mais:

Lucicreide Vai pra Marte | Enfim, uma comédia para todas as famílias
Crítica | A saber, ‘Era Uma Vez Um Sonho’ é elegia caipira emocionante na Netflix
Proibido Nascer no Paraíso | Indignação e um torrencial de lágrimas. Entenda!

 

1 Comment

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: