Crítica | Com produção de Spike Lee, ‘Filhos do Ódio’ mostra história real

Filhos do Ódio (Son of the South) começa em 1961, no Mississipi, Alabama, com um rápido e eficiente resumo da situação de segregação e racismo extremo nos Estados Unidos da época. Cenas reais mostram um pouco dos absurdos que aconteciam. Em seguida, começamos a conhecer Bob Zellner (interpretado por Lucas Till, o Alex Summers da franquia X-Men). Ele é um jovem branco e neto de um membro da Ku Klux Klan que quer estudar as questões raciais, mas não tem muita noção do perigos que corre.

Por ter a produção do ótimo cineasta Spike Lee, o filme já chama atenção. O roteiro tem como base uma história real, do livro biográfico “The Wrong Side of Murder Creek”, escrito pelo próprio Bob Zellner, juntamente com Constance Curry. Sem dúvidas, o filme tem algumas falhas, especialmente de edição, bem gritantes até, porém o roteiro consegue passar a mensagem de luta por liberdade e algumas das dificuldades do Movimento dos Direitos Civis. Segue no geral de forma simples, os diálogos não são o forte, fornece bons momentos, mas sem nada realmente muito marcante.

Rosa Parks

Em sua jornada, Zellner acaba encontrando com importantes líderes negros da época, como Rosa Parks e John Lewis. Atualmente, com 82 anos, Bob segue no Movimento dos Direitos Civis Americanos, sendo um dos mais respeitados porta-vozes da causa.

Outra curiosidade é participação de Chaka Forman interpretando seu próprio pai, James Forman Sr., o qual foi um proeminente líder do movimento pelos direitos civis durante a década de 1960.

Aliás, a trilha sonora é um dos destaques do longa, como a bela “Southbound”, na voz de George Stanford.

Por fim, o drama biográfico Filhos do Ódio (Son of the South) chega às plataformas digitais no dia 25 de junho, com distribuição da Synapse Distribution. O filme estará disponível para compra e aluguel na Claro Now, Vivo Play, Sky Play, iTunes/Apple Tv, Google Play e YouTube Filmes.

Afinal, veja o trailer de Filhos do Ódio:

Ademais, veja mais:

Enfim, Antônio e Comitiva caminhando com São Benedito pela música e a fé

Afronta! Facing it! Rincon Sapiência e a força do Afrorap

Afinal, Jamming | Clássico de Bob Marley ganha remix com Tropkillaz e a nigeriana Tiwa Savage

Escreve o que achou!