Crítica – Teatro – Giz 9 de Carine Klimeck

De 5 de julho até 28 de julho de 2019 fica em cartaz no Teatro Rogério Cardoso, na Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema, essa tragicomédia deliciosamente cáustica.

Com texto e atuação de Carine Klimeck e dirigido por Thaís Loureiro, o espetáculo apresenta Zuleika, uma professora de história, no ano de 2064, dando aula. Os alunos são imaginários e, ao mesmo tempo, somos nós, os espectadores.

O cenário é uma mistura de sala de aula com cenário de guerra. A mesa da professora é em cima de sacos de areia, utilizada para se proteger quando surgem os tiros e os perigos. Ao fundo, um quadro negro, e alarmes. Há também um “mapa-múndi”, composto, ironicamente, somente pela Europa. Afinal, é só o que existe e importa, né? Essa Europa rica, cheia de ouro adquirido (cof, cof, roubado) de suas antigas (?) colônias. É, nossas riquezas são saqueadas pelo estrangeiro. Alguém tem dúvida de que o Brasil poderia ser a principal potência mundial?

O espetáculo teatral é uma grande crítica a essa sociedade brasileira em que vivemos, principalmente com relação ao papel do professor e sua desvalorização no país. A reflexão que nos traz, porém, é muito mais ampla.

Professora Zuleika tem como profissão contar as lembranças do mundo e despertar seus alunos para a realidade em que vivem. O estudo da história possibilitaria evitar repetir erros cometidos anteriormente. Carine está ótima, brinca com os trejeitos de professora. Impossível não lembrar de alguma parecida que você tenha tido durante sua vida escolar.

A crítica social do texto é voraz, usando a união de inteligência com humor eficientemente. O risos são inevitáveis, assim como uma tristeza com a situação apresentada. É um perigo existir.

O figurino utilizado por Carine é bem básico. Um roupa de professora com um colete camuflado de guerra por cima, com poucas, mas pontuais, variações.

Fernanda Mantovani trabalha uma iluminação clara, com momentos que variam entre o vermelho e efeitos piscantes. O vermelho vem nas situações de medo, morte e sangue. A opressão está presente.

 

Durante a apresentação, somos informados sobre diversas estatísticas sobre o Brasil. 800 mil suicídios por ano, em sua maioria homens; primeiro lugar em feminicídio; terceira maior população carcerária do mundo; país que mais mata homossexuais; e outros trágicos fatos.

Entre risos e ironias, refletimos sobre as diferenças entre a maternidade solitária contemporânea e a paternidade. O antagonismo entre uma maternidade romantizada e a real, exaustiva e pesada. Explicação sobre puerpério. Nisso, entra numa critica ao machismo vigente, às discrepâncias de tratamento da sexualidade masculina e feminina; o perigo de ser mulher. Enquanto isso, 92% dos crimes ocorridos no país nem são investigados. “Um cardeal vê espírito em um feto, mas não no marginal”.

Carine Klimeck também representa o professor de Ciências, Jorge, utilizando com maestria de expressão corporal. Faz muito com pouco (a peça inclusive não tem patrocínio). É um dos momentos mais engraçados da peça.

O espetáculo dura aproximadamente 70 minutos, mas parece muito menos. Passa rápido e ficamos querendo aprender mais com essa professora, tão forte e guerreira. Como tantas outras que conhecemos.

SERVIÇO:

Temporada: 05 a 28 de julho

Horários: Sexta-feira e Sábado às 19h / Domingo às 18h

Local: Teatro Rogério Cardoso, Casa de Cultura Laura Alvim, Av. Vieira Souto, 176 – Ipanema

Tel.: (21) 2332-2015

Ingressos: R$ 40 (inteira) / R$ 20 (meia-entrada)

Duração: 70 minutos

Classificação: 12 anos

FICHA TÉCNICA:

Texto e Atuação: Carine Klimeck

Direção: Thaís Loureiro

Direção de Produção: Damiana Inês

Cenografia: André Sanches

Cenógrafa Assistente: Débora Cancio

Iluminação: Fernanda Mantovani

Figurino: Patricia Muniz

Assistência de Direção: Eder Martins

Assistência de Produção: Renata Frignani

Assistência de Figurino: Letícia Langer

Registro Fotográfico: Gabriela Furlan e Bernardo Martins

Identidade Visual: Guilherme Moura

Assessoria de Imprensa: Marrom Glacê Assessoria – Gisele Machado & Bruno Morais

Produção Executiva: Mariana Pantaleão

Produção: Bloco Pi Produções

Realização: Grupo Assik

Anúncios
8
Giz 9 de Carine Klimeck
Show More

Escreve o que achou!

Instagram