Saturday, August 15, 2020

Daemonia Nymphe – Uma sonoridade mística e teatral

A musicalidade da banda grega Daemonia Nymphe se destaca ao longe, sendo difícil descrever em poucas palavras. Entretanto, se faz necessário expor ao público projetos artísticos como este, que incorporam aspectos musicais, teatrais e históricos. Mostrando que é possível sim, produzir arte com conteúdo, e atravessar as barreiras do entretenimento, transmitindo em suas obras o resultado de estudos aprofundados.

Ninfa Demoníaca

A banda, criada em 1994 por Spyros Giasafakis, é considerada a primeira de seu gênero a apresentar no palco performances teatrais e músicas tocadas em instrumentos helênicos historicamente recriados, ou seja, reproduzidos a partir de achados e registros arqueológicos. Daemonia também é original em suas letras, que versam desde hinos órficos e poemas sobre mitologia grega, até peças de Shakespeare. Levando sempre a dramatização para suas performances.

Inicialmente, o impacto ao espectador de Daemonia Nymphe é puramente visual. Os músicos fazem uso de máscaras, símbolos do teatro grego antigo, assim como, utilizam vestimentas esvoaçantes, que auxiliam a criar a atmosfera etérea em suas apresentações. Entretanto, a característica visual mais peculiar vista no palco, é a presença dos instrumentos musicais artesanais recriados com materiais similares aos utilizados na Grécia Antiga: lira de Creta, cítara, bártiro e outros.

A sonoridade produzida por instrumentos de tal singularidade tem poder hipnótico. Do mesmo modo que os vocais, majoritariamente femininos, conseguem transmitir a atmosfera de encantamento, ora romântico, ora sombrio. O estilo apresentado nas músicas da banda sofre influências de vertentes como neofolk, com a releitura de temas ancestrais ritualísticos, e neoclassical dark wave conhecido por tom etéreo e angelical nos vocais femininos.

Entre sátiros e Deusas

As composições de Daemonia Nymphe exploram o universo da mitologia grega, levando Deuses e criaturas mágicas para o palco em suas canções. Seus 7 álbuns passeiam pelos cenários mitológicos e versam sobre deuses gregos como Zeus, Hécate e Hipnos. Inclusive, abordando a flauta hipnótica de sátiros e a sensualidade fatal das ninfas.

Os rituais performáticos da banda são teatralizações das histórias presentes nas letras, inspiradas em poemas sáficos e literatura helênica. Em suma, são obras que possuem proposta diferenciada, de entreter o público e instigar. Assim como, incentivar a procura pelo aprofundamento em estudos de História.

Versos etéreos

Similarmente a Daemonia Nymphe, existem outros artistas do cenário atual que exploram aspectos e temáticas místicas e ancestrais. A banda hispânica Trobar de Morte é uma delas. Com a utilização de tambores, flautas e violinos, misturados aos vocais de cantos harmônicos compõem uma atmosfera musical fantástica.

Em suas composições a banda Trobar de Morte também explora o universo de divindades e seres místicos, tendo como referências Deuses de mitologia celta, grega e nórdica. Assim como, a presença de sonoridades que remetem a animais ligados ao misticismo, como a serpente, que dá nome a canção The Serpent.

O universo de artistas peculiares não para por aí. Ainda podem ser incluídos na lista nomes como: Wendy Rule e Stellamara.  Sendo, Stellamara um nome interessante a ser citado, por incluir em suas performances musicais, lideradas pela cantora Sonja Drakulich, apresentações de dança tribal, e explorar a atmosfera étnica. Como resultado, recebe a inclusão no gênero de world folk , devido as experimentações com instrumentos e referências sonoras de diversas partes do mundo.

 

 

Escreve o que achou!

Instagram