Saturday, December 4, 2021

‘O Fim do Mundo’ e outras estreias na Filmicca

No último dia 19/11 estreou “O Fim do Mundo”, de Basil da Cunha na plataforma Filmicca. Caso você não esteja sabendo, Filmicca é o novo nome para as plataformas Supo Mungam Films e Supo Mungam Plus, que apesar do novo visual continuam com a sua curadoria excepcional de filmes de todo o mundo.

O Fim do Mundo

“O Fim do Mundo” é um drama com atores não profissionais que conta a história do retorno pra casa de um jovem português que saiu de um centro de correção juvenil. Premiado no IndieLisboa como Melhor Filme Português de 2020, “O Fim do Mundo” também passou na seleção do Festival do Locarno, um dos maiores festivais de cinema de toda a Europa, junto com Berlin, Veneza e Cannes.

Aliás, veja o trailer:

Outras estreias

Além de “O Fim do Mundo” também estrearam dois filmes da premiada diretora canadense Anne Émond, “Noite #1”, seu filme de estreia, e “Nossos Entes Queridos”, o seu segundo filme. “Noite #1” mostra a solidão que não pode ser combatida de forma alguma, seja com amor ou sexo, sendo um sintoma de uma geração de jovens adultos ansiosos e sem rumo. Já “Nossos Entes Queridos” é um drama familiar que aborda amor, segredos e redenção.

Para assistir a esses filmes é fácil, é acessar o filmicca.com.br e fazer a sua assinatura. O catalogo da Filmicca tem uma curadoria de filmes restaurados, grandes títulos de diretores consagrados e novas estreias exclusivas. E ainda tem degunstação da plataforma para novos usuários! São 5 filmes, de diferentes diretores e lugares do mundo dando um gostinho do tipo de obras que podem ser encontradas na Filmicca. Dá uma olhada na lista abaixo:

Juventude, de Lula Ali Ismaïl

La Vanité, de Lionel Baier

O Orfanato, de Shahrbanoo Sadat

Eu, Olga Hepnarová, de Petr Kazda e Tomás Weinreb

Lemonade, de Ioana Uricaru

Ademais, leia mais:

Uma leitura negra | A valorização da rica herança da igreja preta

‘O Surto’ chega aterrorizando Londres com atuação impressionante | Crítica

Chernobyl – O filme – Os segredos do desastre | Crítica

 

Escreve o que achou!