Museu das Favelas em SP | Se liga na programação de abertura

O Museu das Favelas, em São Paulo, abre as portas em 26 de novembro, com programação cultural e educativa, além da abertura das exposições Favela- Raiz e Identidade Preta: 20 anos de Festival Feira Preta, e obra sonora do artista Kayode. O Museu faz parte da rede de museus do Estado de São Paulo e está localizado no Palácio dos Campos Elíseos. A programação tem entrada gratuita, os ingressos podem ser retirados no local ou pelo site.

Conforme se identifica, o Museu das Favelas é uma construção coletiva e tem o objetivo de ser um ponto de encontro e de acolhimento, diálogo, reflexão, experiências e memórias das periferias.

Nesse sentido, para o Salão dos Espelhos, o artista Kayode (nascido e criado nas periferias de São Paulo) foi convidado a criar uma versão sonora de episódio de divulgação do seu álbum Flow da Pele. O capítulo trata sobre uma conversa íntima entre o artista e o espelho, que o leva à comunicação com a voz ancestral de sua mãe.

“Poder levar o rap para dentro de um museu – e ainda mais um museu voltado para o movimento periférico – é a definição mais real de ‘favela venceu’. Agora estamos ocupando os museus, as salas de teatro e retomando um espaço que por muito tempo nos fizeram acreditar que não era nosso”, afirma Kayode.

2/3 – O que você sente quando olha pro espelho? – YouTube

Logo, saiba mais sobre as exposições 

Favela-Raiz — uma ocupação-manifesto, composta de cinco partes – três internas e duas externas – que apresenta os fundamentos da formação da identidade das pessoas que habitam esses territórios: a ancestralidade, as mulheres, a força do trabalho e os abrigos
materiais e afetivos.

Identidade Preta: 20 anos de Festival Feira Preta — celebra o maior evento de cultura negra da América Latina, trazendo de modo lúdico o histórico da evolução da feira, apresentando ao público os marcos revolucionários para a população preta a partir de seus espaços. Além disso, acontecerá uma edição da Feira Preta Pocket, no jardim.

Por fim, confira a programação completa de abertura (oferecida pelo Instituto SulAmérica)

Sábado (26 de novembro)

9h às 12h: Praia Literária [intervenção que ocupa espaços com muitas brincadeiras de verão, piscina de bolinhas, bolinha de sabão, túnel e uma cesta de livros pop ups para divertir as crianças]

10h: Prática de Kemetic Yoga [Jardim* mediante retirada de senha]

11h: Aulão de funk com Renata Prado [Jardim*mediante retirada de senha] 14h Exibição do filme Orí, seguido de debate com Oswaldo Faustino & Lenny Blue [Auditório]

Domingo (27 de novembro)

9h às 12h: Praia Literária [intervenção que ocupa espaços com muitas brincadeiras de verão, piscina de bolinhas, bolinha de sabão, túnel e uma cesta de livros pop ups para divertir as crianças]

11h: Aulão de funk com Renata Prado [Jardim*mediante retirada de senha]

15h30: Contação de Histórias para crianças e adultos, com Beatriz Barros [Jardim]

17h: Prática de Kemetic Yoga [Jardim*mediante retirada de senha]

Ademais, veja mais em:

Filmes Negros Importam | Mostra acontece no Estação Net Rio (viventeandante.com)

A Saga De Um Só | Livro retrata a perseguição por causa da obra ‘Os Orixás do Candomblé’ (viventeandante.com)

Escreve o que achou!