Notorious B.I.G | A lenda do Hip Hop tira onda na Netflix

“Notorious BIG A Lenda do Hip Hop” está na Netflix (Biggie: I Got a Story To Tell). O começo de uma lenda sempre chama atenção né? De onde surgiu, como começou sua paixão pela música, quais influências e outras perguntas são respondidas nesse documentário que é bem completo e com muitos vídeos da época.

Perdemos uma das maiores vozes do hip hop, voz essa que ecoa até hoje com seu estilo único de colocar melodia no rap. Mas filmes e documentários estão aí para nos mostrar mais do que seus trabalhos e como os astros chegaram até lá.

Christopher, mais conhecido como Notorious B.I.G, era um artista único, encontrado por Puff Daddy na época. Representava o Brooklyn, alguém que realmente ficou na esquina com seus amigos vendendo drogas e que tinha um amor único pela sua mãe. Resumidamente esse era B.I.G. Contudo, a forma como ele era artista, como ele se preocupava com seus fãs, com o trabalho e com os seus amigos e isso é muito valioso.

Aliás, dá uma olhada no trailer e segue lendo:

“Ready to Die” (Pronto para Morrer) foi o seu álbum mais explorado no filme, e não à toa, afinal, soa quase como um presságio. Além disso, mostra também como era única a união entre Puff Daddy e B.I.G em um trabalho, comparando a Copolla e Al Pacino, por exemplo.

Pra quem conhece a história do Hip Hop ou quer conhecer, se tornou parada obrigatória esse filme pela importância cultural de uma das maiores personalidades desse mundo.

Ainda conhecemos mais sobre o final trágico de Tupac e B.I.G, o começo da briga entre as costas leste e oeste e tudo que influenciou por anos e anos o hip hop. Ademais, a falta que eles fazem na cena e todo o marco que eles alcançaram sendo tão jovens. Por fim, uma passagem tão rápida no mundo, mas que tem uma influência dessa forma, realmente não é para qualquer um.

Deixo aqui a cima uma música e o convite para conhecerem o trabalho dele, e o meu agradecimento pois sei que o hip hop não seria o que é hoje sem ele. Obrigado B.I.G.

Ademais, veja mais:

A Voz Suprema do Blues | Dignidade, respeito e independência
The Forty-Year-Old Version | Rapper negra tem carisma e inovação na Netflix
Crítica | Você Radical – Safári

Escreve o que achou!