Rio Refugia 2020 ganha edição em casa

Rio Refugia 2020. Todos os anos acontece esse evento, o maior em comemoração pelo Dia Mundial do Refugiado (20 de junho) no Rio de Janeiro. A saber, é organizado pelo Programa de Atendimento a Refugiados (PARES) da Cáritas RJ, Sesc RJ, Abraço Cultural e feira Chega Junto, com o apoio do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR). A festa na edição passada recebeu um público de quase 4 mil pessoas no Sesc Tijuca. O Vivente Andante esteve por lá e foi um evento muito bem organizado e realmente englobou uma ampla diversidade de manifestações culturais.

Este ano, devido a pandemia da Covid-19 o evento não pode acontecer presencialmente. Sendo assim, a edição 2020 do Rio Refugia será em casa, entre os dias 15 e 20 de junho. A princípio, na programação online, aula de dança latina, webinários sobre o tema do refúgio. além da culinária típica de vários países, que poderá ser saboreada com as entregas à domicílio. A intenção é levar até o público um pouco da experiência do evento realizado no Sesc Tijuca nos últimos dois anos.

Afinal, são tempos desafiadores. A necessidade do distanciamento social causou um grande impacto na economia de famílias de refugiados, pois muitas pessoas trabalhavam na informalidade e se viram impossibilitadas de seguirem com suas atividades. Por isto, este ano a festa não será apenas celebração, mas também uma oportunidade de apoiá-las e de chamar atenção para os desafios que elas enfrentam, como a integração econômica e social, sobre tudo num contexto de pandemia.

Confirma a programação dos próximos dias:

QUARTA, 17/06

Culinária venezuelana com Maria Gabriela, da Comida Chévere RJ

19h – Pocket aula de reggaeton, com Jeison Zambrano
Transmissão: YouTube do Abraço Cultural

QUINTA, 18/06
Culinária marroquina com Mohammed El Jazouli, professor de francês do Abraço Cultural

SEXTA, 19/06
16h – Webinário “A situação do refúgio na pandemia e as ações no RJ”
Débora Alves, assistente social do PARES Cáritas RJ
Charly Kongo, congolês, professor do Abraço Cultural
Robert Montinard, representante da Mawon
Moderador: Sesc-Rio
Transmissão: YouTube do Sesc-Rio

SÁBADO, 20/06
Amarração de turbantes com Mireille Muluila, do PARES Cáritas RJ

Lançamento do documentário “Adelante – A Luta das Venezuelanas Refugiadas no Brasil”,
de Luiza Trindade, em parceria com o Projeto Celina do Jornal O Globo.
Plataforma: YouTube do Jornal O Globo

Financiamento coletivo

Algumas pessoas refugiadas trabalhavam com gastronomia ou artesanato em feiras na cidade e conseguiram se adaptar, fazendo entregas a domicílio. No perfil do Rio Refugia no Instagram (@riorefugia), apresentamos algumas delas, que produzem artigos lindos, ou oferecem um cardápio de dar água na boca! Na semana do Dia Mundial do Refugiado, reforçamos o convite à colaboração com os pequenos empreendedores!

Enfim, a Rio Refugia está também com uma campanha de financiamento coletivo na plataforma Kickante. O objetivo é arrecadar 55 mil reais para apoiar 100 famílias em situação de vulnerabilidade, que poderão usar o recurso financeiro para comprar comida ou pagar suas contas. Saiba mais aqui: http://www.kickante.com.br/juntospelosrefugiados

Abraço Cultural

Além disso, o Abraço Cultural é um curso de idiomas que promove a troca de experiências, geração de renda e a valorização das pessoas refugiadas. Ou seja, é possível estudar com pessoas refugiadas capacitadas para ensinar idiomas. Eles oferecem cursos online aqui: http://www.abracocultural.com.br/

fonte: http://www.caritas-rj.org.br/

Ademais, veja mais:

Negra Jaque | “Rap é mão preta de interferência na sociedade”
Marcelo Monteiro | “Cosmogonia resgata e desperta a consciência do povo negro”
Pretas Ruas busca oportunidades para mulheres negras | Podcast com Pamella Lessa

Escreve o que achou!