Thursday, September 24, 2020

“Elza Deusa Soares” vira exposição na Biblioteca Parque Estadual

Famosa pelo seu espírito vanguardista, a Mocidade Independente de Padre Miguel inovará novamente em 2020. Será a primeira escola de samba a ter um enredo como tema de exposição. O desfile “Elza Deusa Soares” acontece só no dia 24 de fevereiro, mas quem for para a Biblioteca Parque Estadual entre os dias 07 de fevereiro e 19 de fevereiro poderá mergulhar naquilo que a agremiação pretende mostrar na Avenida. Algumas fantasias serão expostas, assim como explicações sobre o desenvolvimento do tema, vídeos, fotos, e o trono que Elza desfilou em 2019. Haverá também sorteio de um par de fantasias e rodas semanais de bate-papo com personalidades da escola, do samba e da cidade.

A saber, o local que recebe a exposição se chamava Biblioteca Estadual Celso Kelly, e fechou para obras em outubro de 2008. Foi reinaugurado em 29 de março de 2014 como Biblioteca Parque Estadual com uma exposição sobre Vinicius de Moraes. Aliás, durante as obras de modernização, entre 2008 e 2014, um sítio arqueológico foi encontrado no terreno que pertencia à Igreja de São Gonçalo e Garcia e São Jorge, vizinha à biblioteca.

Elza Deusa Soares da Mocidade

A artista Elza Soares nasceu na favela carioca de Moça Bonita, atual Vila Vintém, e sempre foi um desejo do torcedor da Mocidade que a cantora virasse tema da escola. Este ano, enfim, o sonho foi realizado. Em sua trajetória, Elza passou por diversas adversidades, mas sempre dando a volta por cima e contribuindo de diferentes formas para a cultura de nosso país. Quem for à exposição poderá contribuir com a arrecadação de alimentos para moradores de áreas carentes.

Inclusive, a exposição inspirada em “Elza Deusa Soares” conta com a curadoria do departamento cultural da Mocidade e a organização da agência de marketing Twelve.

Ouça o enredo da Mocidade Independente de Padre Miguel, “Elza Deusa Soares”:

Serviço:

Exposição Elza Deusa Soares

Data: 07 a 19 de fevereiro de 2020

Local: Biblioteca Parque Estadual – Av. Pres. Vargas, 1261 – Centro, Rio de Janeiro

Horário: De segunda-feira a sexta-feira, das 10h às 18h

Ademais, veja mais:

Negra Jaque | “Rap é mão preta de interferência na sociedade”
Ana Catão | “Nossa missão é trazer essa história que foi varrida para debaixo do tapete”
‘Favela em mim’ é literatura ilustrada por verdade

Escreve o que achou!