Desenho clássico dos X-men retorna no streaming Disney+

X-men – The Animated Series talvez seja um dos maiores responsáveis pela popularização desses heróis no mundo. Nos anos 90, levou para as telas da televisão grandes sagas dos quadrinhos sem perder qualidade e trazia uma equipe extremamente carismática. Sob a chefia do Professor Charles Xavier, lá estava o mais famoso mutante, o baixinho destemido Wolverine, sempre de olho na bela Jean Grey, namorada de Scott Summers, o Ciclope, líder de campo dos heróis.

Além disso, Vampira, bonita e poderosa, que não podia tocar em ninguém por causa de seus poderes, era alvo constante dos flertes do charmoso Gambit. Lembro um episódio em que ela diz para o galanteador que ele sabe o que aconteceria se ele a beijasse. E ele, faceiro, diz “talvez valha a pena”.

Sem dúvidas, para a grande maioria dos fãs da equipe mutante, essa animação deveria ser a base para a filmografia do grupo. Agora o novo streaming da Disney, hoje dona da Marvel, e consequentemente, dos X-men, coloca a animação no seu catálogo apostando na nostalgia e na força dos mutantes.

Storytelling

Atualmente, está na moda o conceito de storytelling, ou seja, a capacidade de contar histórias usando com eficiência os recursos audiovisuais e o texto. Certamente essa animação dos X-men é uma aula disso. Prendia o espectador e, muitas vezes, criava grande expectativa para os próximos episódios. Os roteiros eram bem redondos.

Sabendo dos inúmeros fãs dessa animação que marcou época o serviço de streaming da Disney+ divulgou em seu canal do YouTube um trailer:

É interessante porque, entre os comentários do vídeo, temos reclamações quanto ao não uso da tão emblemática e inesquecível música de abertura do desenho. Sendo assim, se faltou essa sacada estratégica para a Disney, aqui está:

Gambit, mon ami

Ah, calma, porque na pesquisa para esse texto, acabei encontrando um bom filme do universo mutante feito por fãs. Alguns podem até dizer que é melhor do que muita coisa já feita pelos grandes estúdios em cima dos X-men. Inclusive eu. A boa direção é de Jensen Noen e é bastante divertido. Certamente melhor do que a versão mequetrefe do Gambit que apareceu nos cinemas…

Por fim, confira essa aventura do cajun (em inglês, sem legendas):

Ademais, veja mais:

Soul | Nova animação da Pixar fala de vida após a morte
Oscar | Assista ao curta ‘Hair Love’, sobre uma família negra
Boy in the Woods | Enfim, animação aborda autismo de forma sensível

Além disso, assista ao filme completo “Na Beira”:

 

19 Comments

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: