Visibilidade bissexual | Conheça 5 séries com personagens bissexuais

Dia 23 de setembro comemora-se o dia da Visibilidade Bissexual. A data surgiu por ativistas nos Estados Unidos, em 1999, para celebrar a diversidade bissexual. E, como diz o título da data, visibilizar. Isso porque a bissexualidade é continuamente apagada na sociedade, mesmo dentro da comunidade LGBTQIA+. Quando estão namorando ou casadas com um dos gêneros, os bissexuais são automaticamente considerados como gays, lésbicas ou héteros, apagando sua verdadeira orientação sexual. Ademais, há uma imensa diversidade de orientações dentro do guarda-chuva da bissexualidade que pouco se conhece. Além disso, há também a errônea concepção de que bissexuais são promíscuos somente por não se identificarem com a monossexualidade. Portanto, hoje traremos alguns personagens bissexuais de séries que podem ajudar a desmitificar conceitos errados e combater todas as formas de bifobia.

Annalise Keating, de How to get away with murder

Pode ser que isso seja um pequeno spoiler para alguns que ainda não estão muito avançados na série, mas quando já teve até a season finale, não conta como spoiler, né? Annalise, interpretada pela incrível Viola Davis, é casada com Sam na primeira temporada. Porém, ao avançar das temporadas, descobrimos que ela já se apaixonou e namorou uma mulher, a Eve. O romance entre as duas só não teve continuidade porque, além de medo de preconceito, ela não estava preparada para se aceitar. Mas que casal maravilhoso elas faziam! A sexta e última temporada de How to get away with murder chega na Netflix no dia primeiro de outubro.

Darry Whitefeather, de Crazy ex-girlfriend

Outro personagem que começa a série casado com o sexo oposto, mas depois da separação se apaixona por uma pessoa do mesmo sexo. Interpretado por Pete Gardner, Darryl é o hilário – e por que não dizer um pouco carente – chefe da protagonista dessa série musical maravilhosa. Ela aborda vários temas importantes, geralmente em forma de música. Aliás, o número musical em que Darryl conta aos amigos que é bissexual é maravilhoso! Você pode assistir todas quatro temporadas de Crazy ex-girlfriend na Netflix.

Capitão Jack Harkness, de Doctor Who e Torchwood

Haja coração! Todo Whovian que se preze adora o capitão Jack. Super carismático e engraçado, assim como seu intérprete John Barrowman (sugiro segui-lo no Instagram, ele é cômico!), o capitão arranca suspiros em todas as galáxias por onde passa. Jack Harkness é assumidamente e orgulhosamente bissexual, e é incrível que em um universo geralmente mais heteronormativo como o geek exista um personagem como ele.

Rosa Diaz, de Brooklyn Nine-Nine

Tem nem o que falar da Rosa, né? Quem já assistiu a série sabe que ela não tem defeitos. Porém, algo que podemos ressaltar é a forma como a bissexualidade de Rosa, pela interpretação impecável de Stephanie Beatriz, aparece. Depois de namorar homens durante as primeiras temporadas, Rosa começa a se relacionar com uma mulher. Ao contar a seus companheiros de polícia que é bissexual, eles reagem da forma mais natural possível. Ah, se todo mundo fosse como a galera do Nine-Nine! Brooklyn Nine-Nine já tem sete temporadas, mas somente as seis primeiras estão disponíveis na Netflix.

Delphine Cormier, de Orphan Black

Desculpem-me, mas eu não poderia deixar de fora a metade do meu casal favorito de todos os tempos, interpretada por Evelyne Brochu. Delphine é uma cientista inteligentíssima que só havia ficado com homens até conhecer Cosima, uma das clones da série (sim, Orphan Black é sobre clonagem, é maravilhosa, assistam!). No início, ela tentou não se envolver tanto, mas o amor entre elas era muito forte e ficou cada vez mais bonito ao longo das cinco temporadas, todas disponíveis na Netflix. Portanto, mostrando bem nitidamente que bissexualidade não é sinônimo de promiscuidade.

Ademais, veja mais:

Amizade entre mulheres | Conheça 5 filmes que estimulam a sororidade

I may destroy you | Entenda porque é a melhor série do ano

Pós-F | As contradições e a potência de Fernanda Young com Maria Ribeiro e Mika Lins

12 Comments

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: