Tuesday, September 21, 2021

Antônio Torres | Lançamento de “Querida cidade”

Resultado de doze anos de escrita, o livro “Querida cidade”, foi o tema do Expoentes da Literatura deste sábado (11) transmitido pela Universidade Católica de Petrópolis. O lançamento do novo romance do escritor Antônio Torres, um dos imortais da Academia Brasileira de Letras, contou com falas do autor sobre o processo de escrita do livro e experiências pessoais diretamente ligadas a sua relação com a Literatura.

“Querida cidade”

O novo romance de Antônio Torres, ”Querida cidade”, foi publicado em agosto deste ano pela Editora Record. O livro carrega referências às histórias de suas obras anteriores e é tido pelo autor como um acerto de contas com seu passado literário. Quanto ao conteúdo, narra a vida de um personagem que começa a ser contada no período da velhice e caminha através do resgate das lembranças.

Além disso, o autor compartilhou no encontro, que a própria escrita da obra se deu a partir do resgate de suas memórias pessoais. Pois, apesar de não ser uma autobiografia, Antônio Torres se valeu de lembranças de sua vida, recordadas por seus amigos, e relatos de situações que ele mesmo não viveu, como uma espécie de escrita de memórias compartilhadas.

Sobre o tempo empenhado na composição do romance, o autor relatou que, inicialmente, foi bastante angustiante. Isso porque o livro foi escrito sem um enredo, a inspiração surgiu de um sonho e única coisa que ele tinha em mente era a imagem de um homem refletida nas águas de uma cidade inundada. Esses traços pouco definidos foram calmamente se convertendo em história e Torres acabou se conformando com a fuga deste mundo acelerado que sua escrita demandou, até que tudo se transformou em “Querida cidade”.

Gerações de escritores

A escrita de “Querida cidade” também contou com referências de diversos livros e músicas, tanto de autores clássicos, como de poetas amigos e de canções que descobriu no decorrer desse processo. E falou sobre como considera a leitura das novas gerações autores importante para a renovação do seu trabalho como escritor, em suas palavras, “para não ficar desatualizado ou para não ignorar a dicção do nosso tempo.”

Compartilhou ainda a história de como surgiu seu sonho de ser poeta e várias outras curiosidades sobre “Querida cidade” e outros romances, que você pode conferir no canal TV UCP através do link: https://www.youtube.com/watch?v=txCtaV17blE

Ademais, veja mais:

Dia Nobre em entrevista exclusiva | ‘Todo momento banal carrega uma potencial calamidade, na vida e na literatura’
Escrita de mulheres africanas e afrodescendentes será tema de painel em conferência internacional
Quinteratura | Editora Colli Books inaugura projeto de literatura na Quinta da Boa Vista

 

Escreve o que achou!