Conheça 5 álbuns de Cabo Verde

Já ouviu alguns álbuns de Cabo Verde? Assim como seu povo, a música de Cabo Verde é uma grande de mistura e África e Europa, com influências de todos que atracavam seus navios nos portos do arquipélago de dez ilhas. Certamente, essa mescla faz com que qualquer um que ouça a música de Cabo verde, apesar de talvez sentir alguma estranheza, encontre também alguma familiaridade. Funana, batuku, finason, coladeira, morna, mazurca, cola san jon, talaia baixo, esses são alguns géneros musicais de cabo verde.

*Foto de capa: Lucibela. (c) N’Krumah Lawson-Daku _ Lusafrica

“O kriolo é descendente do encontro de culturas”, já disse o artista cabo-verdiano Mario Lucio

Afinal, conheça cinco álbuns de artistas da música de Cabo Verde:

Bulimundo – Bulimundo

O conjunto Bulimundo foi fundado em 1978, depois da independência por Carlos Alberto Martins. O álbum “Bulimundo” vem num período de grande efervescência cultural no arquipélago de Cabo Verde, com um movimento que defendia o retorno à música tradicional do país, de modo a poder desenvolver o funaná como género nacional. Aliás, é considerado por muitos o melhor grupo de sempre da música de Cabo verde.

Funanight – Mario Lúcio

Álbum lançado em 2017 por um dos melhores compositores e artistas de Cabo Verde. Além disso, é baseado na pesquisa intensa de um dos géneros mais dançantes da música de Cabo verde. Inclusive, Mario Lúcio já viajou os 4 cantos do mundo com este álbum mostrando ao mundo o Funana de Cabo Verde.

Fundo Baixo – Ferro Gaita

De 1997, é um trabalho marcado sobretudo pelo funaná e pelo batuco, outro género tipicamente cabo-verdiano. Tornou-se o disco mais vendido de 1997 em Cabo Verde e entre as comunidades cabo-verdianas na diáspora. Os dois anos seguintes levam-nos a partilhar a festa com as mais diversas plateias, em Cabo Verde, Portugal, França, Alemanha, Cuba, Senegal, Holanda e Espanha, entre outros países. A saber, Ferro Gaita é um dos melhores grupos da música de Cabo Verde, baseando sobretudo nos géneros da Ilha de Santiago (Funana, Batuku, Tabanka).

Laço Umbilical – Lucibela

O álbum de estreia da cantora cabo-verdiana Lucibela. A artista, de 31 anos, é natural da ilha de São Nicolau e começou a cantar nos bares da cidade portuária do Mindelo. Posteriormente, fez parte do grupo Mindel Som. Além disso, viveu ainda na ilha do Sal, na ilha da Boavista e na Cidade da Praia, antes de ir para Lisboa. O álbum traz géneros como morna, coladeira e mazurca, entre outros de Cabo Verde.

Dor De Mar – Tcheka

Lançado em 2011. A música de Tcheka é a música tradicional de Cabo Verde com influência erudita e do jazz e um cunho pessoal.
Tcheka impõe-se actualmente como um dos grandes nomes masculinos da música cabo-verdiana e da World Music. Indubitavelmente, um álbum que vale a pena ouvir.

Ademais, leia mais:

AlmaKriola | A moda africana aparece pela cidade invicta
5 álbuns de mulheres de Cabo Verde para ouvir durante a quarentena
A gastronomia africana de Dandara Batista, Afro Gourmet e o feminismo negro

Escreve o que achou!