Saturday, November 28, 2020

Conheça os vencedores do 4º Prêmio ABRA de Roteiro

Na última sexta-feira (30/10), conhecemos os vencedores da 4º edição do Prêmio ABRA de Roteiro. Um oferecimento da Associação Brasileira de Autores Roteiristas (ABRA) com patrocínio do Projeto Paradiso, instituição filantrópica de apoio aos talentos do audiovisual.

A cerimônia de premiação foi aberta pela presidente da ABRA, a escritora e roteirista Carolina Kotscho. A apresentação foi da atriz Nany People com a roteirista Nathália Cruz, do canal Porta dos Fundos.

A saber, Rosane Svartman ganhou como a Roteirista do Ano. Entretanto, além do troféu do Prêmio ABRA, recebeu também o Prêmio Paradiso, oferecido pelo Projeto Paradiso. Ela irá para um encontro virtual de até 2h com roteiristas em formação de carreira para trocas de experiências.

Enfim, os vencedores

O Melhor Roteiro Original de Longa-Metragem de Ficção foi para Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles por Bacurau.

A Vida Invisível escrito por Murilo Hauser, Inés Bortagaray e Karim Aïnouz levou o prêmio de Melhor Roteiro Adaptado de Longa-Metragem de Ficção.

O longa A Primeira Tentação de Cristo, com Fábio Porchat e Gustavo Martins (Porta dos Fundos), recebeu o prêmio de Melhor Roteiro de Longa-Metragem de Comédia. Já Bixa Travesty, de Claudia Priscilla, Linn da Quebrada e Kiko Goifman, levou o prêmio de Melhor Roteiro de Longa-Metragem de Documentário.

Segunda Chamada

Renata Martins, roteirista de Sem Asas, levou o prêmio de Melhor Roteiro de Curta-Metragem. Grande sucesso em 2019, Órfãos da Terra, de Duca Rachid e Thelma Guedes, escrita com Dora Castellar, Aimar Labaki, Carolina Ziskind e Cristina Biscaia, recebeu o prêmio de Melhor Roteiro de Telenovela.

Carla Faour, Julia Spadaccini, Victor Atherino, Giovana Moraes e Maira Motta, da série Segunda Chamada, de Carla Faour, Julia Spadaccini e Jo Bilac, ganharam o Prêmio de Melhor Roteiro de Série de Ficção – Drama.

Tá no Ar levou o prêmio de Melhor Roteiro de Série de Ficção – Comédia. Em seguida, o prêmio de Melhor Roteiro Infanto-juvenil ficou com Thiago Dottori, pelo longa Turma da Mônica Laços.

Posteriormente, Paula Miller, Fábio Porchat, Jô Hallack e Douglas Vieira, receberam o prêmio de Melhor Roteiro de Série de Reality ou Variedades com Que história é essa, Porchat?.

Bandidos na TV – 1ª temporada, de Daniel Bogado e Suemay Oramo, venceu Melhor Roteiro de Série de Documentário.

Senna e Esmeralda

Aliás, o grande homenageado desta edição foi o roteirista, cineasta, escritor, jornalista, e diretor Orlando Senna, dos longas Iracema–Uma Transa Amazônica, Diamante Bruto, Brascuba, Gitirana, Sol da Bahia e os recentes Idade da Água e Longe do Paraíso.

Por fim, o novo Prêmio ABRA Parceria foi para a cineasta e produtora Carla Esmeralda. Por causa do incentivo ao desenvolvimento da indústria audiovisual nacional, como pioneira na realização de laboratórios de desenvolvimento de roteiro no Brasil e realizadora do Rio2C e do Laboratório Novas Histórias, que acontecem anualmente.

Ademais, leia ainda:

O Livro dos Prazeres | Romance psicológico erótico inspirado em Clarice Lispector

Desalma | Certamente, série de terror da Globoplay proporciona calafrios

Indianara | Filme sobre militante transgênera vence 9a Mostra Ecofalante

1 Comment

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: