Saturday, November 28, 2020

Festival Joia Rara de voz e violão realiza sua sexta edição

O Festival Joia Rara ganha uma sexta edição e vem com novidades. Além de voz  e violão, agora também tem história, com a chegada do Papo Joia. O quadro, que virou a menina dos olhos do curador e ganhou até três edições independentes (no perfil do Moyseis, conversando com Fabiana Cozza, Yamandu Costa e Áurea Martins nos últimos três domingos), receberá o emblemático produtor, maestro e violonista das estrelas do samba Paulão 7 cordas. A saber, a sexta edição do Festival Joia Rara, acontece no dia 21 de junho, a partir das 10h.

“Dá muito trabalho organizar esse quebra cabeças, gratuito, atendendo às necessidades do público e dos artistas, equilibrando jovens e veteranos, artistas mais populares e as novidades, além trazer mestres que estão enclausurados”conta Moyseis

12 horas de voz e violão

Para essa edição, a figura do mestre Altay Veloso brilha no altar das divindades negras, integrando o line up de 12 horas ininterruptas de voz e violão, nas quais também figuram o mineiro Mauricio Tizumba, o incrível jovem François Muleka com seu som instigante e ancestral e o irreverente e talentoso compositor Mombaça, dono de sucessos da MPB como “Chega”, gravado pela parceira Mart’nália.

O time feminino traz de São Paulo a potente Giana Viscardi, unindo sofisticação e leveza, além de Angélica Duarte, também paulistana, mas radicada e ambientada em terras cariocas.

A boa e classuda MPB está bem representada por Chico Faria, herdeiro direto de Cinara Faria, do Quarteto em Cy, e do saudoso Ruy Faria, do MPB4. Além disso, no plano das novidades, o compositor carioca Fernando Temporão, sumido dos palcos, também reaparece nesse Festival Joia Rara que já instigou lives de 57 artistas, foi virtualmente frequentado por mais de 10 mil expectadores e vem sendo subsidiado por contribuições espontâneas, que garantem uma ajuda de custo para produção, designer e assessoria de imprensa.

Mosqueteiro

Os sucessos da vez ficam por conta de Luis Carlinhos, ex-Dread Lion e integrante do Quatro Cabeça, projeto dele com Maurício Baia, Gabriel Moura e Rogê, que já passaram pelo festival. “Todos já passaram pelo festival . Era o mosqueteiro que faltava!”, brinca Moyseis Marques. O time se completa com o maranhense Glad Azevedo, figura conhecida de voz e violão das noites cariocas, compositor inspirado e cantor doce e versátil.

Enfim, o
Festival Joia Rara de voz e violão faz um tour pelos perfis dos músicos na plataforma Instagram. Dessa forma,  permite que o público os conheça melhor posteriormente, numa troca de seguidores e referências. Por fim, apenas o quadro Papo Joia é realizado no perfil @festivaljoiarano qual também se encontra a programação completa e um material exclusivo.

PROGRAMAÇÃO ::

10h – Moyseis Marques | @moyseismarques

11h – François Muleka | @francoismuleka

12h – Luís Carlinhos | @luiscarlinhos

13h – Fernando Temporão | @fernando_temporao

14h – Papo Joia com Paulão 7 Cordas | @festivaljoiarara

15h – Angélica Duarte | @angelicaduart

16h – Maurício Tizumba | @mauricio_tizumba

17h – Altay Veloso |@altayveloso

18h – Glad Azevedo | @gladazevedo

19h – Chico Faria | @chicofariacantor

20h – Giana Viscardi | @gianaviscardi

21h – Mombaça | @mombaca_momba

Todavia, leia mais:

Breddas | “Devemos voltar para as nossas raízes e romper com todo o pensamento ocidental do consumismo”
Aliás, tem Luellem de Castro | “Feminismo é um conceito branco”
Em seguida, Ana Catão fala: “Nossa missão é trazer essa história que foi varrida para debaixo do tapete”

1 Comment

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: