Henri Cartier-Bresson: Retratos | Exposição para amantes da fotografia no Porto

“Henri Cartier-Bresson: Retratos” segue em exposição na Alfândega do Porto até o dia 12 de abril de 2020. Pude visitar e, para quem aprecia fotografia, realmente traz reflexões e conhecimento. Por exemplo, o curta “The Decisive Moment”, de 18 minutos, está lá e mostra uma sequência de fotografias com Henri Cartier-Bresson narrando, em inglês, sobre elas e seu processo criativo. É um dos destaques da mostra. Certamente o fotógrafo francês possuía um olhar diferenciado na época certa e buscava o momento decisivo de sacar as fotos. Aliás, no pequeno filme, conta como começou a tirar fotografias e fala sobre a influência do surrealismo no seu trabalho. Vemos alguns de seus registros na China e ao redor do mundo.

Inclusive, na narração, Bresson comenta sobre a arte do retrato, que embaraça e desnuda o fotografado. Na exposição vemos isso, com naturalidade. São 121 trabalhos do fotógrafo francês, sendo a maioria de algumas das mais marcantes figuras do século passado. Marilyn Monroe, Coco Chanel, Pablo Picasso, Simone de Beauvoir, Robert Kennedy, Edith Piaf, Albert Camus, Martin Luther King estão entre os retratados pela Leica de Henri Cartier-Bresson (1908-2004). Indubitavelmente,  a mostra acaba sendo um grande retrato do século XX.

Viagem

Pessoalmente, recomendaria essa exposição para aqueles que gostam de fotografia e curiosos. Henri conseguiu fotos de pessoas tão distintas como Che Guevara, William Faulkner,Jean-Paul Sartre, Truman Capote, Samuel Beckett, Henri Matisse e Igor Stravinsky. Artistas, políticos, figuras ícones de um século marcante.

A princípio, na entrada da mostra ainda é possível ver belos e delicados trabalhos dos fotógrafos Luís Nobre, Pedro Mesquita, André Boto e Diogo Borges sobre a cidade do Porto. São 12 imagens, reunidas sob o título Retratos – Porto: Um Olhar Contemporâneo.  Traz a possibilidade de entender um pouco mais dessa cidade conhecida como Invicta. Desde o vento que destroça guarda-chuvas, às sombras de transeuntes.

O valor das vendas destes trabalhos será entregue na totalidade à Associação O Joãozinho, que luta para obter financiamento para a nova Ala Pediátrica do Centro Hospitalar de São João. As duas mostras vão permanecer na Alfândega do Porto até 12 de abril de 2020.

Preços

As visitas são de segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 20h. O bilhete inteiro custa 10 euros. Entretanto, no caso dos jovens dos 12 aos 18 anos, universitários até aos 25 anos, maiores de 65 anos e pessoas com mobilidade reduzida (o/a acompanhante tem entrada gratuita), o preço é de 8 euros.

Crianças até aos 4 anos entram gratuitamente e aquelas que têm entre 5 e 11 anos pagam meio bilhete (5 euros). Há ainda o bilhete família, que custa 26 euros e abrange dois adultos e até três crianças menores de 11 anos. O acesso à mostra complementar está incluído. A saber, a Alfândega do Porto fica na R. Nova da Alfândega, 4050-430, Porto, Portugal.

Mais informações em https://www.facebook.com/artforyou.pt/

Ademais, leia mais:

Festival Internacional de Cinema do Porto faz 40 anos | Fantasporto
Nazismo e a Penumbra Estética | Roberto Alvim e Goebbels
Direção de Fotografia, o que é e para que serve? Flávio Ferreira explica.

2 Comments

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: