Thursday, October 6, 2022

JP Move Repertório leva três espetáculos a diversos espaços do Rio de Janeiro

Entre agosto e outubro de 2022, a companhia de dança JP Move realiza uma circulação dos espetáculos “Quora”, “Que Se Funk” e a performance “Desencaixe”, três dentre os muitos espetáculos de seu repertório.

]ontemplada pelo edital FOCA, a cia realizará o projeto “JP Move Repertório”, totalizando 27 apresentações pelo Rio de Janeiro. A estreia acontece nos dias 20 e 21 de agosto, onde a companhia se apresenta às 19h no Teatro Angel Vianna, no Centro Coreográfico do RJ, na Tijuca.

Em paralelo às apresentações, consta na programação lives com artistas oriundos de favelas da zona oeste para abordar o movimento da dança, em si, e o mercado de trabalho nessas regiões. Além disso, cursos de danças urbanas oferecidos gratuitamente a alunos do 6º ao 9º ano de algumas escolas da rede pública de ensino.

Viés social

Comemorando em paralelo os 24 anos de um trabalho artístico e social potente, que já abarcou centenas de jovens de bairros da Zona Oeste do Rio de Janeiro, com a circulação dos trabalhos a companhia reforça seu viés social de facilitar às populações menos favorecidas o acesso à arte e ao entretenimento de qualidade.

Em “Quora” (2019 / 2020) é realizada uma investigação cênica que busca provocar a reflexão no espectador sobre o desmazelo ao estereotipar o outro, abordando os impactos culturais deste processo a partir das relações interpessoais e com o próprio individuo nos espaços urbanos.

Em seguida, “Que se Funk” (2013 / 2017) perpassa o movimento do ritmo e suas relações com a sociedade, bem como as conexões estabelecidas entre os indivíduos e os espaços da cidade. A ideia para “Desencaixe” (2017 / 2019) partiu de um comentário de Paulo Madureira no resumo do livro “Criatividade e Processos de Criação”, de Fayga Ostrower, de que o indivíduo desenvolve sua sensibilidade de acordo com o contexto social em que vive.

Mantendo uma linha de repertório cujo objetivo é evidenciar a miscelânea cultural que é o Rio de Janeiro através de recortes artísticos inspirados pelos bailes funk, charme e toda bossa musical carioca, o trabalho da companhia é sempre influenciado pelo contexto suburbano. Assim, as linhas de pesquisa que norteiam os espetáculos são baseadas nas tendências de moda, dialetos, musicalidade, dança e comportamento, contribuindo diretamente como uma vitrine artística para incentivar o público a consumir esses produtos locais.

Através da companhia de dança, grande parte dos jovens atendidos passaram a ver a educação formal como uma necessidade e saída contra a extrema pobreza em suas vidas.

“Todos que passam pela companhia concluem o Ensino Médio, e muitos desses estão chegando à universidade pública por nossa orientação. Hoje somos 12 integrantes, dentre os quais oito são universitários e um está no Técnico em Dança na FAETEC. Transformamos vidas, sim, e principalmente no âmbito profissional. Inserimos esses jovens no mercado de trabalho”, destaca Michel Cordeiro, diretor artístico da companhia.

SERVIÇO:

“JP MOVE REPERTÓRIO – QUORA / QUE SE FUNK”

Datas: 20 e 21 de agosto – sábado e domingo

20 de agosto: “Quora”

21 de agosto: “Que se Funk”

Horário: 19h

Local: Teatro Municipal Angel Vianna / Centro Coreográfico da Cidade do RJ

Endereço: Rua José Higino, 115 – Tijuca

Ingressos: R$ 10 (valor correspondente à meia-entrada, que estará válido para todos)

Link para compras: https://www.sympla.com.br/jp-move-repertorios–quora–que-se-funk__1663935

Classificação Indicativa: Livre

Duração: 60 minutos

Afinal, veja mais:

Rio de Contos | Coletânea traz novos talentos do estado do Rio de Janeiro

A Mulher Rei | Épico de ação com Viola Davis ganha seu primeiro trailer, assista!

Descubra os filmes e séries não falados em inglês mais vistos do mundo

Escreve o que achou!