Thursday, September 24, 2020

Liniker e os Caramelows deixam Fundição Progresso em êxtase

Na última sexta-feira (07), após Luedji Luna apresentar na Fundição Progresso um show repleto de surpresas e participações, Liniker e os Caramelows adentraram o palco. A princípio, o espetáculo de Luedji, flertando diretamente com o rap e o hip hop foi bem conduzido por ela e sua banda incrível contando ainda com Stefanie MC, MV Bill e o rapper Zudzilla como convidados da noite. A mixagem do show ficou por conta do DJ Nyack que deixou sua identidade na produção musical da apresentação e também cantou ao lado de Mv Bill. O que vemos é um novo frescor na apresentação da baiana Luedji Luna que, agora embalada numa pegada neo-soul, mas sem perder a brasilidade e singularidade do seu som, nos apresenta desde ‘Banho de Folhas’ a Fugees. Um casamento que deu mais que certo.

Liniker e a banda Os Caramelows entraram com vitalidade e astral inigualáveis contagiando a plateia. Liniker trouxe toda a qualidade musical a qual vem sendo atribuída desde que surgiu com Remonta. Destaques notáveis na banda para o sax e piano, sempre visíveis nas gravações da Liniker, os quais estiveram incrivelmente bonitos no show.

Liniker e os Caramelows fizeram show na Fundição Progresso. Veja no Vivente Andante.
Liniker rege o público (foto:  Alvaro Tallarico)

Com uma voz que dispensa comparações, a cantora trouxe exatidão nos acordes e tons que cantou, tudo isso enquanto ensaiava passos enérgicos no palco, tudo ao mesmo tempo. Embora para ela parecesse como dar um simples bom dia. Acompanhando a cantora, as backing vocals abrilhantaram de forma singular o show.

Em certo momento, somente Liniker e o tecladista ficaram no palco, e ela regeu o público com toda sua técnica vocal e carisma. Posteriormente, a plateia, extasiada, cantava e pulava junto conforme a banda e Liniker iam ditando o ritmo numa sequência inesgotável de vibrações alto astral até o final da apresentação.

Ademais, veja mais:

Negra Jaque | “Rap é mão preta de interferência na sociedade”
Ana Catão | “Nossa missão é trazer essa história que foi varrida para debaixo do tapete”
No descarrilho do trem o samba segue dando o tom

1 Comment

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: