Wednesday, September 28, 2022

A Festa de Léo | Primeiro filme do grupo Nós do Morro termina filmagens no Rio de Janeiro

O grupo Nós do Morro, do Vidigal, está realizando o sonho de filmar seu primeiro longa-metragem para o cinema: A Festa de Léo. Com produção de Diogo Dahl, da Coqueirão Pictures, e coproduzido pela Globo Filmes, RioFilme, Nós do Morro e Favela dos Filmes, o projeto conta com grande elenco, sendo a imensa maioria do Nós do Morro.

As filmagens terminam essa semana no Rio de Janeiro. O drama, uma lição de união e força, foi rodado quase em sua totalidade no Vidigal, com direção de Luciana Bezerra e Gustavo Melo, que também assinam o roteiro.

Tendo como protagonistas Cintia Rosa, Jonathan Haagensen e Nego Ney, o filme ainda tem no elenco nomes como Mary Sheyla, Fátima Domingues, Thiago Martins, Neusa Borges, Babu Santana, Roberta Rodrigues e Jonathan Azevedo.

Além disso, o longa conta com 47 personagens interpretados por atores e atrizes que tiveram suas histórias ligadas ao Nós do Morro. É como a concretização de um projeto conjunto, no qual todos têm a honra de participar.

Feminina

“Há uma favela feminina e solidária em ‘A Festa de Léo’, um filme do cotidiano cheio de fins e recomeços e que tem a força feminina quando Rita não mede esforços para salvar Dudu, o pai de seu filho Léo e também quando ela dá um basta na relação com ele”, afirma Luciana Bezerra, que assina roteiro e direção com Gustavo Melo.

A história retrata a realidade de uma família do Vidigal no dia da festa de 12 anos de Léo (Nego Ney), filho da batalhadora Rita (Cintia Rosa). No dia do evento, Rita descobre que todo o dinheiro que vinha economizando há meses foi roubado por seu marido, Dudu (Jonathan Haagensen), dependente químico, que contraiu uma dívida perigosa com moradores.

Dessa forma, Rita vai precisar superar obstáculos para resolver o problema e, para isso, terá que contar com a compreensão de Léo e com uma grande rede de apoio dos amigos, da família e da comunidade. Ao mesmo tempo em que tentam alertar Rita sobre os problemas do relacionamento com Dudu, eles são um suporte importante quando mãe e filho precisam de ajuda.

Ademais, leia mais:
Crítica | Maior que o Mundo
‘A Viagem de Pedro’ pela Pequena África | Filme de Laís Bodanzky fez sua pré-estreia com passeio histórico
Crítica | 45 do Segundo Tempo

Por fim, veja um clipe em animação que une Brasil e Cabo Verde:

Escreve o que achou!