Paraty | Pousada do Sandi homenageia Carmen Miranda com antigos objetos da artista

A Pousada do Sandi, em Paraty, acaba de estrear uma vitrine dedicada a Carmen Miranda, a atriz, cantora e dançarina brasileira mais famosa do século 20. A vitrine da década de 30, estilo art déco, guarda objetos pessoais, fotografias e contratos originais assinados pela artista, adquiridos pelos proprietários da pousada em um leilão.

Apaixonados por cinema e arte, Sandra Foz e Sandi Adamiu, mãe e filho, que administram juntos a Pousada do Sandi, não resistiram à oportunidade de enriquecer seu acervo, com peças da Pequena Notável, ou “Brazilian Bombshell”, como os americanos a chamavam.

Pousada do Sandi
divulgação: Visar

Fenômeno multimídia globalizado, em plenos anos 1930, e brasileira mais famosa no mundo, Carmen Miranda (que nasceu em Portugal) deixou sua marca indelével na indústria fonográfica, em Hollywood e também na Broadway.

Estilo art déco

Embora tenha sua imagem associada à fantasia de baiana, figurino adotado no filme Banana da Terra (1939), em que cantou “O que é que a baiana tem?”, de Dorival Caymmi, ela conquistou o mundo. Chegou a ter maior salário de Hollywood, mais alto do que o dos artistas americanos, e foi a primeira sul-americana a ganhar uma estrela na Calçada da Fama.

Aliás, em Paraty tem o Saco do Mamanguá, veja só:

Três broches art déco, uma bolsa cravejada de brilhos, com cigarreira, e um contrato assinado pela própria Carmen Miranda, para participar de uma produção com William Morris, estão entre os destaques da coleção da Pousada do Sandi.

Vale mencionar também um pôster do desenho Joe Carioca, da Disney, lançado nos anos 1940. O personagem, famoso no Brasil como Zé Carioca, foi inspirado no playboy brasileiro Jorge Guinle, quando Walt Disney passou uma temporada no Copacabana Palace, no Rio, e conheceu o amigo bon vivant.

Cinema

O espaço dedicado a Carmen Miranda reforça a ligação da pousada com o universo cinematográfico, lembrando que um dos patriarcas ilustres da família é o imigrante romeno Sandi Adamiu, fundador da Paris Filmes. Sandra Foz é viúva de Alexandre Adamiu, único filho do criador da distribuidora, e Sandi Adamiu, o único neto, herdou o nome do avô.

A decoração tropical da Pousada do Sandi, portanto, faz jus às suas origens, com pinceladas cinematográficas. Na Sala de Cinema, os hóspedes contam com uma coleção de DVD’s com 600 títulos de clássicos de todo o mundo. Há pôsteres de filmes espalhados nos ambientes, um projetor 35 mm e cartas originais, escritas à mão, por estrelas como Rita Hayworth e Alfred Hitchcock. E, agora, a vitrine Carmen Miranda, uma pequena –e notável –homenagem a uma das maiores artistas brasileiras do século 20.

Vale lembrar que a Pousada do Sandi tem o selo Roteiros de Charme, concedido a apenas 73 hotéis no Brasil, a partir de rígidos critérios de qualidade e responsabilidade socioambiental. As escolhas da reforma levaram em conta o novo protocolo de segurança para Covid-19, com forte envolvimento e treinamento do staff, para receber os hóspedes com todo o cuidado e conforto.

Histórico

O casarão do século XVIII que abriga a Pousada do Sandi já foi a Casa da Moeda, durante o ciclo do ouro, e a primeira escola de Paraty. A construção colonial estava abandonada, em meados dos anos 80, quando o empresário Alexandre Adamiu se apaixonou por sua esposa, Sandra Foz, e pela cidade que ela amava.

Grande empresário do cinema, presidente da Paris Filmes, Alexandre era também um visionário. Conta-se que foi em uma noite alegre, entre amigos, pelos bares da cidade, que ele decidiu arrematar o casarão, que reúne um conjunto de seis casarões, em uma esquina, no coração do Centro Histórico. Depois de uma longa reforma, ele presenteou Sandra com a Pousada do Sandi, perto de 1990. A pousada foi batizada em homenagem ao filho único do casal.

A Pousada do Sandi já nasceu como uma estrela. Alexandre teve ainda a ideia incluir um anúncio da pousada nas fitas VHS distribuídas pela Paris Filmes. Foi um sucesso. A Pousada do Sandi logo se tornou uma referência no imaginário dos brasileiros. Há dez anos, o próprio Sandi e sua mãe, Sandra, assumiram a administração da pousada, conservando a tradição do bem receber e a vontade de inovar e se renovar, sempre.

Ademais, leia mais sobre turismo:

Enfim, siga um filme pelo Caminho de Santiago de Compostela
Conheça quatro viagens para curtir natureza e exercício
Além disso, conheça o Trekking Terra dos Cânions: Expedição São José dos Ausentes
Por fim, olha só a vez que nosso jornalista Alvaro Tallarico encontrou uma baleia encalhada na Praia do Sul, na Ilha Grande:

2 Comments

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: