Crítica | ‘Caminho da Superação’ segue com afeto pelo Caminho de Santiago de Compostela

Caminho da Superação (Camino Skies)é um documentário que acompanha a jornada de superação de seis peregrinos através da famosa rota de 800 quilômetros do Caminho de Santiago de Compostela. A trilha é histórica e pessoas de todo o mundo vão realizar. Porém, muitos não vão somente pela ideia de uma aventura ou turismo e sim numa busca por si mesmo ou por respostas e reflexões. Aqui o caso é esse. Numa luta para superar as próprias dificuldades, temos a senhora que tem diversas dores e problemas nas pernas e articulações, tem a mulher cujo marido faleceu de repente em um acidente, tem o homem que perdeu a filha para uma doença.

Pelo caminho de Santiago, cada um tem seus sofrimentos específicos e únicos e estão tentando superar essas dores. Sou um entusiasta dos road movies, essa metáfora da viagem por aí afora que em verdade é uma viagem por aqui dentro. Esse não é bem um filme desse gênero, até por ser um documentário, mas a essência é a mesma. Acontecimentos na nossa vida que não entendemos, que muitas vezes não aceitamos, sofrimentos físicos, mentais e espirituais. Para nós que aqui ficamos, resta sermos viventes, andantes, descobrir os sete mares que habitam em nosso coração.

Grande ilha

Na sua não-ficcionalidade, o filme apresenta as emoções reais daquelas pessoas, e faz com que a metáfora dos road movies, não seja aqui uma metáfora. Aliás, ver o filme me trouxe muitas lembranças de uma aventura que vivi. A volta da Ilha Grande, em Angra dos Reis, Estado do Rio de Janeiro. Foram oito dias de caminhada com a mochila nas costas, entres subidas que pareciam nunca acabar e encontro com lugares paradisíacos. Um amigo e eu seguimos por aquelas trilhas com as quais sonhamos, conhecendo as diferenças entre as várias localidades da Ilha Grande. E, claro, como no filme , passando por muitos momentos de reflexão. Muitas vezes em meio a um desafio como esse a gente para e pensa sobre nossas motivações, não só para a trilha, mas para a vida. Ali, no caso, queríamos realizar essa aventura por sermos grandes fãs da natureza.

Acaiá

Mas uma viagem dessas nunca é só isso. Há aqueles instantes em que você se vê sozinho, debaixo de uma árvore, olhando para o mar, revendo suas escolhas, vendo as próximas. O desfio de uma trilha como essas é uma batalha consigo mesmo, o que surge diversas vezes em Caminho da Superação. Lembro especificamente de uma subida que fizemos a partir da Praia Vermelha até a Gruta do Acaiá. É complicadamente íngreme e cansativa, contudo, impressiona. Afinal, você vê um pedaço do mar dentro daquela pequena gruta que parecer formar uma linha de cor neon, e ao adentrar aquela pequena piscina que ali fica usando uma máscara, pode ver diversos peixes embaixo de um teto de pedra. Uma das coisas mais especiais que já vi na vida.

Por fim, Caminho da Superação é um documentário interessante sobre um local que fascina mochileiros e viajantes de todo o mundo. Fergus Grandy e Noel Smyth dirigem o filme de forma simples e procuram focar em alguns dos peregrinos com suas dificuldades – e superações. Essa aventura pelo caminho de Santiago estreia 30 de outubro no streaming.

Enfim, veja o trailer:

Ademais, veja mais:

Sérgio e o Buda | Crônica
Além disso, conheça o filme Trekking Terra dos Cânions: Expedição São José dos Ausentes
Por fim, veja vídeos de viagens no Canal Vivente Andante

7 Comments

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: