Prêmio Literário Afeigraf 2020 | O deleite da poesia

Chegou em minhas mãos o livro 2º Prêmio Literário Afeigraf 2020. Uma antologia de poemas premiados. Foram mais de 2000 obras enviadas para o concurso, das quais 70 foram escolhidas. Naquela doce tarde então, o conjunto de escritos foi minha companhia. Conheci um pouco sobre 70 pessoas de todas as partes do Brasil. Desde estudantes até engenheiros, passando por poetas de renome e jornalistas abusados. Aliás, eu sou um desses.

Durante a pandemia, fiquei alguns meses sozinho, saindo duas vezes por mês para fazer compras. Ia com uma mala de viagem de rodinhas e enchia com os mantimentos para evitar o perigo de ir sempre à rua. Nesse meio tempo, trabalhei bastante, e, inclusive, a partir da ‘prisão domiciliar’, dei mais liberdade para minha imaginação. Em muitos desses momentos escrevi poesias. Até que um dia vi que estavam abertas as inscrições para o Prêmio Literário Afeigraf feito em parceria com o Grupo Editorial Scortecci. Peguei um desses poemas que havia rascunhado, trabalhei em cima dele e gritei o “Berro Enjaulado”. Enviei.

Meses depois, fui olhar entre meus e-mails e havia um levemente escondido entre tantos de trabalhos. Seria um spam? Não. Era a parabenização por eu ser um dos vencedores. O reconhecimento trouxe alegria naquele gélido dia. Estimulou e esquentou minhas mãos para que continuasse firme por esse caminho tortuoso das artes.

Enche a tarde vazia

Volto ao agora. Há alguns dias chegaram os livros em minha casa. Logo ao abrir, lá estava o certificado de Menção Literária. Orgulho, sim, foi o que senti. Contudo, senti muito mais ao ler, uma semana depois, todo o livro. Cada poema era completamente diferente um do outro. Interessante é que antes de cada um tem uma minibiografia. Algumas de duas linhas, outra com mais de dez. A diversidade de pessoas e profissões impressiona. Entretanto, todos tem algo em comum: são poetas.

Na viagem pelos textos teve alguns que me fizeram sorrir; outros, pensar. Acima de tudo, foi uma das leituras mais suaves e gostosas que tive nesse estranho ano de 2020. E isso não é um comercial do livro porque tem uma poesia minha, mas sim, a expressão das múltiplas sensações que tive ao mergulhar em suas páginas.

Realmente foi uma experiência literária linda e fez com que eu amasse mais ainda a poesia como uma flecha curvilínea lançada no ar. Ao terminar a obra, a vontade de ler mais e mais poesia era muito maior.

A tarde vazia ficou cheia de arte.

Por fim, informo que acontecerá um recital de lançamento com diversos desses poetas.

Serviço:

Recital Poético e Leitura de Textos Vencedores do concurso

Lançamento da antologia: 26 de novembro de 2020 (quinta-feira) às 19h30
Evento online, aberto ao público, através da plataforma digital ZOOM (ID ZOOM: 725 467 53 53).

Ademais, veja mais:
Contos de Amor | Editora Solar dos Livros lança obra sensível e criativa
A Amazônia Misteriosa | Cartola Editora traz ficção científica brasileira
Enfim, a Pedra Rara da Capa Comics

4 Comments

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: