Reclamação faz mal | Léa Michaan aborda formas de acabar com esse hábito

O ser humano convive com diversos hábitos ao longo dos dias, alguns desses podem prejudicar a saúde dele próprio e também dos outros em sua volta. Este é o caso da reclamação, um ato que muitos costumam fazer diariamente e que pode atrapalhar a saúde mental, o sistema imunológico e, até mesmo, o convívio social. A psicóloga Léa Michaan vem abordando o tema “reclamação” e como é possível reverter em benefícios de forma simples e saudável.

“Reclamação faz muito mal para aquele que reclama e para quem escuta. A carga de mal estar produzida por meio da reclamação vai intoxicando um ao outro, por isso é necessário pensar nos benefícios invés de olhar somente para o problema”, diz a psicóloga.

Imunidade

Segundo o cientista e filósofo Steve Parton os hábitos negativos, como reclamar demais, podem enfraquecer o sistema imunológico, provocando o aumento da pressão arterial. Além disso, a raiva e a frustração geradas pelas reclamações fazem o organismo liberar cortisol, o hormônio do estresse, que ao ser liberado em excesso também aumenta o risco do desenvolvimento de outros problemas de saúde.

“Antes de reclamar da chuva, por exemplo, olhe os benefícios dela: o ar ficou puro, as plantas cresceram, o cheiro da natureza ficou bom. Então, todas as vezes antes de abrir a boca para falar algo negativo, tente não reclamar, mas sim, encontrar alguma solução para se beneficiar do momento e agradecer”, concluiu Léa Michaan. Com consultório em São Paulo, a psicóloga estudou Antropologia e Filosofia em Nova York e também é autora de “Maly”, um livro de romance que leva seu conhecimento como profissional da saúde da mente. Os exemplares do livro estão disponíveis no site da autora: https://leamichaan.com.br/

Enfim, veja o book trailer de “Maly”:

Ademais, leia mais:
O Tigre Branco | Netflix mostra uma Índia diferente dos estúdios de yoga
‘O Grande 14’ traz Dalai Lama por ele mesmo | The Great 14th Tenzin Gyatzo
Enfim: Quatro Histórias de Pecado | Retratos sombrios da cultura indiana na Netflix

 

Escreve o que achou!