Revolução na América do Sul | Obra mais importante de Augusto Boal volta à cena

Uma das primeiras peças nacionais a colocar a classe trabalhadora no centro da cena sob a ótica da luta de classes, “Revolução na América do Sul” está de volta através do Zoom (https://linktr.ee/Revolucaonaamericadosul) a partir do dia 18 de Março. O clássico de Augusto Boal ganha nova montagem 60 anos após sua primeira encenação sob as bênçãos da viúva do dramaturgo, Cecília Boal – que convidou Wellington Fagner para dirigir o texto. Apresentando o operário José da Silva, um representante do povo que mergulha em uma viagem nas contradições de um Brasil injusto à procura de uma solução para a fome que o devora, a dramaturgia que inaugurou o teatro épico sob a perspectiva dialética chega à contemporaneidade sob o olhar do dramaturgista Wellington Júnior.

“Se a classe trabalhadora hoje não é idêntica àquela existente em meados do século passado, ela também não está em vias de desaparição, nem ontologicamente perdeu seu sentido estruturante. A cena teatral contemporânea traz as questões urgentes do hoje, mas sempre em fricção com o passado. Este texto é um clássico da dramaturgia política brasileira e, como todo clássico, está sujeito às novas temporalidades. Boal é nosso Shakespeare com a língua dos três ‘P’ – popular, político e poético”, analisa Junior.

Periferia

Aliás, das mesmas regiões periféricas apresentada no texto, onde vivem os trabalhadores que sustentam os privilegiados da sociedade desigual, saiu o convite de Cecília para a montagem. “Depois de uma parceria com a Fábrica dos Atores, escola livre de teatro que resiste há 20 anos em Nova Iguaçu onde eu e três atores do elenco fazemos parte, Cecília nos fez a proposta. Como eu estava em processo do meu TCC na Uni-Rio, iniciamos uma pesquisa lá com orientação de André Paes Leme. A Uni-Rio foi fundamental. Agora, montamos o espetáculo para o mercado. Não só pelo convite, mas também pela identificação com a obra de Boal”, pontua Fagner.

SERVIÇO:

“Revolução na América do Sul”

TEMPORADA: 18 a 29 de março – De 5ª a 2ª feira

HORÁRIOS: 18h e 21h

ONDE: Através do aplicativo Zoom

RETIRADA DE INGRESSOS: Pelo Sympla – https://linktr.ee/Revolucaonaamericadosul

O vídeo contará com interpretação de libras e, após a exibição do espetáculo, haverá um debate com o público.

INGRESSOS: De gratuito a R$ 50

50 Ingressos Já – Grátis

Já 10 Ingressos Amigo – R$ 10

10 Ingressos Colaborativo – R$ 20

E 10 Ingressos Parceiro – R$ 30

10 Ingressos Apoiador – R$ 50

Afinal, se liga nesses vídeos de viagens:

Ademais, leia mais sobre turismo:

Crítica | ‘Caminho da Superação’ segue com afeto pelo Caminho de Santiago de Compostela
Por fim, Um dia nas cascatas do Peneda-Gerês e as melhores cachoeiras do mundo
Além disso, conheça o filme Trekking Terra dos Cânions: Expedição São José dos Ausentes

Escreve o que achou!