Saturday, December 4, 2021

Seleção do Samba | Saiba mais sobre as escolhas dos sambas-enredo

Na madrugada deste sábado para o domingo, a Globo transmitiu o primeiro episódio da “Seleção do Samba”. O programa vai mostrar a última fase da escolha dos sambas-enredo de 2022 do Grupo Especial do Rio. Sua estreia exibiu os sambas da Mocidade Independente de Padre Miguel, da G.R.E.S. São Clemente e da Estação Primeira de Mangueira.

Escolhas de samba-enredo

Muitas pessoas que gostam de samba e curtem acompanhar os desfiles na avenida não conhecem o processo de preparação das escolas para o carnaval. A verdade é que a mágica que acontece na Sapucaí é fruto de um trabalho quase incessante, mas também muito interessante. E um dos momentos mais importantes dessa decisão é a escolha do samba que vai carregar a escola na avenida.

Diferente do processo de composição de outros sambas, a escrita do samba-enredo não começa pela poesia ou pela melodia, mas pela ideia do carnaval. Ele surge a partir da temática escolhida pela escola de samba e seus carnavalescos, com base nessa temática se pensa o enredo, que é entregue em forma de resumo aos compositores. Assim, enquanto as alegorias são pensadas e montadas, diversos sambas são criados para disputar o coração da escola, que vai decidir qual deles desfilará na Sapucaí.

Por ser montado para ir para avenida, além de encantar o público, o samba deve ser preparado para se encaixar em uma cadência que carregue toda escola pela rua. E, como ele é apenas um dos critérios de avalição do desfile, o compositor precisa pensar não só na escola, mas também no possível júri e no grande público. Por isso, os processos de escolha desses sambas costumam envolver toda comunidade que será representada, e a animação dela conta muito nas decisões.

“Seleção do Samba” – 1º episódio

Este ano, devido à pandemia, o processo de escolha dos sambas-enredo teve que ser diferente, pois não pode envolver suas comunidades da mesma maneira de antes. Com isso, muitas escolas transmitiram suas disputas por lives no YouTube. Esse trabalho eliminatório é longo, porque envolve a apresentação de vários sambas, então as transmissões costumam durar mais de duas horas.

Agora a parte final será exibida no “Seleção do Samba” com a apresentação do narrador Luis Roberto e participação de Teresa Cristina e Milton Cunha. Cada episódio apresentará os três sambas finalistas de três escolas e as comissões revelarão suas decisões. E essa foi a vez das escolas: Mocidade Independente de Padre Miguel, G.R.E.S. São Clemente e Estação Primeira de Mangueira.

Mocidade Independente de Padre Miguel

O tema de 2022 da Mocidade Independente de Padre Miguel será “Batuque ao Caçador”. Seu enredo vai homenagear o orixá Oxóssi, padroeiro da escola, e também a bateria. O presidente da “Não existe mais quente”, Flávio Santos, contou que esse tema foi escolhido entre outras duas ideias de enredo. A escolha por homenagear Oxóssi em 2022 foi uma decisão conjunta com a comunidade, pois esse já era um desejado a anos. E, dada a importância do orixá para a história da escola e da bateria, essa não seria uma escolha fácil.

O primeiro samba apresentado foi do grupo de compositores do Léo Peres, ele buscava adentrar a ancestralidade e falar da negritude. O terceiro, do grupo da Babi Cruz, expressava muito carinho ao falar de Mestre André, figura de grande importância para a bateria da Mocidade. E samba ganhador, segundo a ser apresentado na transmissão, foi do grupo de Carlinhos Brown; ele teve o foco na bateria da Mocidade e cravou refrão que será cantado na avenida:

“ARERÊ ARERÊ KOMORODE
KOMORODE AROLE KOMORODE
ARERÊ ARERÊ KOMORODE
TODO OGÃ DA MOCIDADE É CRIA DE MESTRE ANDRÉ”

Compositores: Carlinhos Brown, Diego Nicolau, Richard Valença, Orlando Ambrosio, Gigi da Estiva, Nattan Lopes, JJ Santos e Cabeça do Ajax.

O “Batuque ao Caçador” será interpretado Wander Pires.

G.R.E.S. São Clemente

A segunda escola a se apresentar no programa foi a São Clemente. A escola tinha outro enredo em mente, quando decidiu trocá-lo e homenagear o nosso querido Paulo Gustavo, com o tema “Minha Vida é uma Peça”. Assim, o enredo contará a chegada do artista ao céu, suas lembranças de quando desfilou pela escola em 2013 e toda sua trajetória aqui na terra. O enredo tem a marca da essência de Paulo Gustavo, o riso como resistência.

O primeiro samba da São Clemente a se apresentar no “Seleção do Samba” foi do grupo de compositores do Cesar Pacheco e tinha como narrador do samba o próprio Paulo Gustavo. Já o terceiro samba, do grupo do Rodrigo Peçanha, foi uma carta de amor da mãe de Paulo a seu filho. Mas o segundo apresentado, que foi também o ganhador, foi do grupo do Kaike Vinicius; esse samba quis dar especial importância às lutas de Paulo Gustavo e, como vencedor, o refrão que vai ficar na boca do povo:

“DONA HERMÍNIA MANDOU AVISOU QUE PODE
SAMBAR NA AVENIDA E DIZER NO PÉ
MULHER COM MULHER TUDO BEM
HOMEM COM HOMEM TAMBÉM
O NEGÓCIO É AMAR ALGUÉM”

Compositores: Claudio Filé, James Bernardes, Arlindinho Neto, Braguinha, Colaço, Marcus Lopes, Caio, Tinguinha, Danilo, Gustavinho, Kaike Vinicius e Igor Leal.

O samba da São Clemente será interpretado pelas vozes de Leozinho Nunes e Maninho.

Estação Primeira de Mangueira

A Mangueira foi a escola que fechou o primeiro episódio do “Seleção do Samba”. Para 2022, a Estação Primeira escolheu homenagear três nomes de suma importância para a escola: Cartola, Jamelão e Mestre Delegado. Dessa maneira, a intenção da Mangueira é ressaltar o poder da favela, do seu morro. Para isso, resgatarão essas três figuras que evidenciam o poder poético da Mangueira.

O primeiro samba apresentado a comissão foi do grupo do Thiago de Souza, esse samba quis resgatar o espirito mangueirense através da relação do morro com o carnaval e o samba. O terceiro samba, do grupo do Guilherme Sá, buscou a identificação do mangueirense a partir das crianças que quererm ser compositoras. Já o samba vencedor, mais uma vez o segundo a se apresentar, foi do grupo do Moacyr Luz; o samba marcou o amor pela escola e a simplicidade das três peças-chave dessa homenagem, assim a Estação Primeira cantará:

“SÓ SEI QUE MANGUEIRA É UM CÉU ESTRELADO
NÃO É BRINCADEIRA SOU APAIXONADO
A ESTAÇÃO PRIMEIRA RELEMBRA O PASSADO
VALEI-ME CARTOLA, JAMELÃO E DELEGADO”

Compositores: Moacyr Luz, Pedro Terra, Bruno Souza e Leandro Almeida.

A homenagem da Mangueira será interpretada por Marquinho Art’Samba.

Mais detalhes

A “Seleção do Samba” terá ainda mais quatro episódios:

  • 24/10 – Imperatriz, Vila Isabel e Salgueiro
  • 31/10 – Unidos da Tijuca, Portela e Grande Rio
  • 7/11 – Paraíso do Tuiuti, Beija-Flor e Viradouro
  • 14/11 – Apresentação com os sambas vencedores

Você também poderá acompanhar os detalhes aqui com a gente e, se já quiser ir ensaiando o samba da sua escola, seguem os links dos sambas que estarão na avenida com essas três escolas em 2022:

Mocidade Independente de Padre Miguel

G.R.E.S. São Clemente

Estação Primeira de Mangueira

Créditos de imagem da Mangueira e da Mocidade Independente: Leandro Ribeiro
Créditos de imagem da São Clemente: divulgação

Ademais, veja mais:

A menina Akili e seu tambor falante, o musical | Espetáculo estreia no Oi Futuro
Céu Lilás – Te Dei Meu Mundo | Confira as novidades do Péricles
Confira ‘Sonho por Sonho’ e novos projetos do cantor Belo

3 Comments

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: