Conecte-se conosco

Cultura

Tendências 360 | Os eventos híbridos vieram para ficar?

Publicado

em

dia da imigração italiana bares e restaurantes Tendências empreendedorismo

No final de julho aconteceu mais uma edição do “Tendências 360”, evento anual que busca apresentar as tendências de comportamento e consumo para o Turismo, Gastronomia e Entretenimento, através de entrevistas, painéis e debates com importantes profissionais do Brasil e do mundo.

O Vivente Andante esteve lá! E, a partir de agora, compartilharemos algumas das principais tendências apresentadas no evento.

O Evento

O Tendências 360 se baseia na abordagem de três pilares temáticos e ao mesmo tempo complementares, que por sua vez fazem conexão com várias outras temáticas: turismo, gastronomia e entretenimento.

Sua programação, durante três dias e em formato 100% virtual, trouxe painéis com a participação de profissionais de áreas relacionadas aos pilares mencionados. O objetivo principal é o de despertar nos participantes importantes reflexões sobre as tendências de comportamento e consumo das pessoas, que são quem, efetivamente, fazem as rodas do turismo, gastronomia e entretenimento girar.

Eventos Híbridos

Um dos painéis apresentados tratou da temática “Os eventos híbridos vieram para ficar?”. Sabemos que a pandemia mudou radicalmente vários de nossos hábitos cotidianos. E o setor de eventos foi um dos que mais sofreu nesse período, com a impossibilidade de se realizar shows, congressos, feiras de negócios, enfim, qualquer modalidade que até então necessitava da presença física de público.

A partir daí, acompanhamos algumas adaptações por parte dos promotores e artistas, com a realização de eventos híbridos. Os responsáveis pelo evento, de forma presencial, em determinado local. E o público, remotamente, em diversos outros.

Começamos a ter as “lives” de artistas, no início de forma um tanto improvisada (em suas casas, mesmo), mas com o passar do tempo ganhando ares mais profissionais (com a utilização de estúdios, equipamentos e profissionais de apoio, etc).

Eventos de cunho profissional (workshops, simpósios, palestras, cursos, entre outros) também buscaram novos caminhos, utilizando-se de ferramentas de videoconferência para sua realização. Em um cenário (até outrora) ainda mais incerto em relação ao fim da pandemia e ao retorno a uma vida e rotina mais próximas do normal, essa era a única alternativa viável para a manutenção desses eventos.

Ganhos

Possivelmente, o grande ganho que essa mudança trouxe ao público foi a quebra de barreiras geográficas, que sempre foi um dos grandes impeditivos para a participação em eventos. Quantas vezes em nossas vidas não nos lamentamos por não poder assistir a um show ou participar daquele incrível evento devido à distância de nossa casa dos locais de realização?

Justamente por isso muitos desses eventos híbridos alcançaram audiências recorde, em comparação a realizados em anos anteriores. Você não mais está limitando a participação a pessoas daquela região específica, e sim a todo o Brasil e, por que não, todo o mundo.

E o futuro?

Agora, em um cenário um pouco mais otimista para a volta de nossas atividades presenciais (com o avanço da vacinação da população e queda no ritmo de contágio pelo Covid-19), surge a pergunta tema deste painel. Os eventos híbridos vieram para ficar?

Temos um aspecto inicial relevante a se colocar. Até então essa modalidade de evento era a única possível, considerando todas as restrições existentes. Porém, daqui a um tempo, essas restrições estarão muito mais flexíveis ou deixarão de existir, o que trará velhas novas possibilidades para os organizadores de eventos.

Outro aspecto importante, por suposto, é o público. As pessoas, de modo geral, estão ansiosas pelo momento em que poderão retomar seus hábitos cotidianos. Será que elas terão interesse em seguir acompanhando eventos à distância, por uma tela?

Acredita-se que sim e não. Quem tiver condições de participar presencialmente de um evento desejado certamente o fará, tão logo possível. Porém, voltando ao comentado anteriormente sobre as barreiras geográficas, ainda existirá um grande potencial público que terá essa modalidade virtual como única possibilidade de participação.

Então os eventos híbridos vieram para ficar?

Por essas razões, podemos imaginar que determinados eventos híbridos seguirão a existir, para que se possa aproveitar esse potencial de audiência criado. Mas de forma diferente, planejados de forma a atender também o público presencial que estará saudoso por participar junto a outras pessoas, e interagir de forma mais próxima e real.

Por outro lado, shows musicais talvez não tenham essa mesma pretensão, já que a atmosfera criada em uma plateia ali, junto a seu artista favorito (seja em uma casa de espetáculos ou um estádio), é impossível de se replicar de forma remota. Esse tipo de evento impacta fortemente as emoções do público, e a troca existente entre os espectadores é absolutamente intangível.

Uma coisa é certa: o mundo dos eventos não será o mesmo após esse período. E vocês, estão tão ansiosos quanto eu para voltar a um evento? Responda nos comentários!

Aliás, no próximo artigo será trazido um dos painéis de turismo do Tendências 360. Aguardem!

Ademais, leia:

MFM | 4ª Mostra Filmes de Montanha anima fãs de natureza, cinema e esportes radicais
Além disso, conheça o Trekking Terra dos Cânions: Expedição São José dos Ausentes
Tendências 360 | Encasulamento e delivery: um mal necessário ou nova gastronomia?
 

Anúncio
Clique para comentar

Escreve o que achou!

Espetáculos

Ivete 3.0 | Ivete Sangalo comemora 30 anos de carreira com muitas novidades

Em uma coletiva realizada em São Paulo nesta quinta-feira, Ivete Sangalo anunciou o projeto Ivete 3.0. Idealizado para comemorar seus 30 anos de carreira. O projeto vai trazer vários eventos que vão fazer a alegria dos fãs da cantora.

Publicado

em

Em uma coletiva realizada em São Paulo nesta quinta-feira, Ivete Sangalo anunciou o projeto Ivete 3.0. Idealizado para comemorar seus 30 anos de carreira. O projeto vai trazer vários eventos que vão fazer a alegria dos fãs da cantora.

“O Ivete 3.0 é a confirmação de tudo que eu sonhei pra mim e me foi dado. E de tudo que tenho sonhado para o futuro e que vou ter. Alegria, música, muita emoção, muitas memórias e um público delicioso me acompanhando nessa jornada”, diz Ivete.

Apresentada por Sarah Oliveira, na coletiva também estavam presentes, além de Ivete, Ricardo John, CEO da FCB Brasil, agência de publicidade que assina a criação do conceito, da identidade visual e dos desdobramentos de toda a comunicação da comemoração; Boninho, diretor geral de Variedades da Globo; Pepeu Correa, CEO da 30e, empresa criada que trouxe revolução ao mercado do entretenimento por oferecer excelência em projetos e está à frente dos shows que estão por vir; Antônio Rodrigues, diretor de marcas da IS; e Gabriela Comazzetto, diretora geral de negócios do Tik Tok América Latina.

Trazendo como lema a frase “Reivete-se”, Ivete 3.0 é um convite para que todos sejam como Ivete: alegres, pra cima, sempre com sede de algo mais e melhor. Segundo Ricardo John, o objetivo é olhar para o presente e para o futuro. E um futuro cheio de animação, como a cantora.

Crédito desta foto e da imagem de abertura: Rafael Mattei.

30 shows e especial de fim de ano

Em 2024, os fãs podem se preparar para shows grandiosos. Serão 30 shows pelo Brasil, todos os estádios, para suportar a grandiosa estrutura e equipamentos utilizados. E dar chance para a maior quantidade possível de fãs estarem perto de sua ídola. Ivete deixou bem claro durante toda a coletiva que sua maior motivação são os fãs, por isso faz tudo pensando neles. Por querer que todos tenham acesso a seus shows, e sabendo da situação econômica da maioria da população brasileira, fará, ao final da turnê, um DVD especial para que seus fãs possam assistir ao show em casa.

Além disso, o dia 20 de dezembro marca o início desse projeto tão importante para Ivete. Qual vai ser esse marco? Um show no Maracanã, no Rio de Janeiro. Ivete já prometeu três canções novas: duas com parcerias incríveis e uma dedicada aos fãs. Que, segunda ela, todos terão que aprender a cantar para fazerem coro, já que ela, provavelmente, ficará muito emocionada. E de casa você vai poder fazer parte do coro também. Em parceria com a TV Globo, o show será transmitido ao vivo, logo após a novela das 21h. Será o primeiro especial de fim de ano de Ivete na TV Globo, que, segundo Boninho, sempre será bem-vinda na emissora.

“Serão mais de 40 câmeras para entregar tudo para o público de casa.”, disse o diretor. Ele também deixou escapar que o público terá acesso a grandes eventos pela emissora, como o show da cantora. Será que vem mais shows ao vivo por aí?

Ingresso solidário

Se você é fã da baiana, fique de olho: as vendas dos ingressos para o show do Maracanã começará em breve. Parte da renda do show se destinará ao Instituto Ivete Sangalo, bem como ações solidárias realizadas em todo projeto. Desde que pisou pela primeira vez em um palco, Ivete sempre acreditou que nada se constrói sozinho. Essa intenção se fortaleceu com o decorrer dos anos com a criação da organização que leva seu nome. Sem fins lucrativos, a entidade tem como missão apoiar e impulsionar causas destinadas às crianças e adolescentes em situação de risco ou vulnerabilidade no Brasil.

Crédito da imagem: Rafael Mattei.

Carnaval 2024 e The Masked Singer Brasil

Não pense, porém, que as novidades param por aí. Um dos maiores nomes do Carnaval de Salvador, em 2024 a cidade vai ter Ivete por ainda mais dias. Além do já tradicional Trio Pipoca da Ivete, esse ano a cantora vem com o Bloco Coruja. Especialmente em 2024, ela sairá três dias do Carnaval baiano: sábado, domingo e segunda-feira. Cada dia representará uma década de carreira da artista. A TV Globo vai transmitir o Trio Pipoca da Ivete na tarde de quinta-feira, que antecede o feriado.

Além disso, em janeiro estreia a quarta temporada do The Masked Singer Brasil. As gravações do reality show que tem Ivete como apresentadora já começaram. Na coletiva, Boninho quase soltou quem são algumas das celebridades escondidas por baixo das máscaras, mas, para tristeza dos curiosos, conseguiu segurar e manter o segredo.

Ivete Tiktoker

Ligada nas tendências, será lançada, no TikTok, a web série Ivete 3.0. Com seis episódios gravados em uma casa em Salvador, explora territórios de afinidade de Ivete. Alguns exemplos são culinária, moda, mudança de estilos ao longo dos anos, humor e multifacetas artísticas da cantora. Os fãs podem aguardar os episódios entre os meses de setembro e outubro.

O público também vai ficar contente com o Na estrada com Ivete. Um videocast gravado dentro de um carro onde o convidado é passageiro em uma carona em que a motorista é ninguém menos que Ivete Sangalo. Serão seis episódios em que Ivete receberá, enquanto dirige, um convidado diferente para um bate-papo durante a carona. De acordo com a temática principal de cada episódio, Ivete vai recordar momentos que viveu em que precisou daquele gás a mais e as pessoas não sabem. Histórias de mudança de hábitos, rotina ou reinvenção que acumuladas ao longo de sua carreira. Ócio criativo também será um gancho para assunto dentro do projeto, onde a cantora trará o contexto de criação/composição de uma de suas músicas em cada episódio. A previsão de lançamento do primeiro episódio é para a segunda quinzena de novembro, também no perfil de Ivete no TikTok.

E documentário, será que sai?

Ivete e Boninho deram a entender que é muito provável que saia um documentário, com exibição pela TV Globo. Mostrando os bastidores dos 30 shows, do show do Maracanã e contando um pouco sobre a história da cantora. Os fãs de Ivete Sangalo terão muito com o que se deliciar em 2024!

Por fim, leia mais:

Pato Fu comemora 30 anos com show no Circo Voador

Paulinho Moska | Entrevista Exclusiva

Madureira recebe show gratuito de Jongo com Quilombos centenários

Continue lendo
Anúncio
Anúncio

Cultura

Crítica

Séries

Literatura

Música

Anúncio

Tendências