Conecte-se conosco

Espetáculos

Tradutor de Silêncios | Espetáculo baseado em Mia Couto tem entrada franca

Publicado

em

Selim Nigri tradutor de silêncios

Em sua volta à cena teatral, após 35 anos, Selim Nigri apresenta “Tradutor de Silêncios”. A princípio, o espetáculo, com entrada franca, busca ampliar a construção do que o ator chama de Arquitetura Social, onde os espaços são abertos para facilitar a convivência e o diálogo.

“Tradutor de Silêncios” estreou em São Paulo em maio, com grande sucesso, e chega agora ao Rio de Janeiro, em duas únicas sessões no Midrash Centro Cultural, dias 30 e 31 de julho, com entrada franca.

“Tradutor de Silêncios” traz uma pequena coletânea de poemas e contos do autor moçambicano Mia Couto, expoente da literatura africana já traduzido para mais de 24 países em todo o mundo.

Acesso gratuito

“Tenho que agradecer à permissão do Mia para utilizar seus textos. A ideia de dar acesso gratuito ao espetáculo veio de encontro aos objetivos do autor que liberou a sua obra para este espetáculo ”, fala Selim Nigri.

Os contos são polêmicos e abordam temas contemporâneos, como as relações humanas, o racismo e o machismo. O desafio do roteiro coube ao ator e diretor Marco Miranda para que o texto trouxesse as reflexões com leveza e humor. A música é assinada por Bruno Gomes e o cenário e figurino coube ao amigo, desde os tempos de teatro, Augusto Pessôa.

“(Escre)ver-me

nunca escrevi

sou

apenas um tradutor de silêncios

a vida

tatuou-me nos olhos

janelas

em que me transcrevo e apago

sou

um soldado

que se apaixona

pelo inimigo que vai matar”

Mia Couto
escritor, poeta, jornalista e biólogo moçambicano

Serviço

Tradutor de Silêncios

Pequena coletânea de poemas e contos do autor moçambicano Mia Couto

Com: Selim Nigri

Roteiro e direção: Marco Miranda

Cenário e Figurino: Augusto Pessôa

Música: Bruno Gomes

Produção: Aline de Moraes

Dias e horários:

30 de julho, sábado, às 20h30

31 de julho, domingo, ás 17h.

Recomendação: 14 anos

Duração: 60 min

Entrada Franca

Reserve seu lugar com antecedência pelo Sympla.

Local: Midrash Barra

Rua Corrêa de Araújo, 220

Aliás, saiba mais sobre poesia:

 

Cultura

15 Anos do Show “Barulinho” com Retorno à Cidade de Origem

Publicado

em

Apresentação grupo barulinho


Em celebração aos 15 anos de estreia do espetáculo infantil “Barulinho”, (escrito sem o ‘H’, mesmo, numa licença-poética das multiartistas) as integrantes do grupo Chicas, Amora Pêra, Isadora Medella e Paula Leal, retornam à cidade de origem. Inicialmente concebido como um projeto temporário durante o afastamento de Nanan Gonzaga, devido à gravidez de gêmeos, o show agora retorna à Caixa Cultural, no Centro, nos dias 2 e 3 de dezembro.

Um Projeto que Cresceu e Encantou ao Longo dos Anos

O espetáculo “Barulinho” estreou em julho de 2008 no Espaço Sérgio Porto e desde então tem sido apresentado em vários palcos pelo Brasil. A proposta inicial era criar um ambiente lúdico, repleto de brincadeiras musicais para crianças e suas famílias. O show, que mantém as características autorais do grupo, mistura instrumentos variados como metalofone, sanfona, zabumba, piano, baixo, triângulo, além de participações inusitadas como apitos, panelas e berrantes.

Retorno aos Palcos com Novidades e Maturidade

Ao retornar, “Barulinho” traz consigo não apenas a nostalgia das músicas conhecidas, mas também algumas novidades emocionantes. Com a participação do poeta e músico Pedro Rocha, além da presença do talentoso músico Raphael PiPa, a experiência ganha camadas adicionais de expressão artística. Sol Azulay redefine cenários e figurinos, enquanto Ana Kutner ajusta a iluminação para criar uma atmosfera ainda mais envolvente. Adaptações nas letras das canções, abordando pautas antirracistas, refletem a maturidade conquistada pelo grupo ao longo dos anos.

Um Roteiro Marcado por Memórias da Infância

O roteiro do espetáculo é um mergulho nas memórias de infância de cada integrante, guiando a audiência por praças no interior do Brasil, quartos de crianças e até mesmo ao fascinante mundo da Lua, onde a imaginação se desdobra livremente. Canções como “ABC do Sertão”, “Ciranda do Mosquito”, “Lindo Balão Azul”, “Se Enamora”, “Comer, comer”, “Quem pão quer?”, entre outras, compõem um repertório que oferece uma experiência musical e teatral única.

A renovação de “Barulinho” é um convite para todas as idades. Não perca a oportunidade de mergulhar na magia desta celebração teatral e musical. levem suas crianças para uma noite inesquecível.

Ficha Técnica:

  • Idealização / Direção Musical / Artista: Chicas – Amora Pêra, Isadora Medella, Nanan Gonzaga, Paula Leal
  • Criação Coletiva e Arranjos: Amora Pêra, Nanan Gonzaga, Isadora Medella, Paula Leal, Carlos Bernardo, Pedro Rocha, Raphael Pippa
  • Roteiro: Claudio Mendes e Chicas
  • Direção Cênica: Claudio Mendes
  • Cenário e Figurino: Sol Azulay
  • Iluminação: Ana Kutner
  • Artistas/Músicos Convidados: Pedro Rocha e Raphael Pippa
  • Programação Visual: Isadora Medella
  • Fotos: André Baptista
  • Programa: Amora Pêra e Pedro Rocha
  • Direção de Cena: Roberto Prado
  • Boi: Alexandre Guimarães
  • Assessoria de Imprensa: Marrom Glacê Comunicação
  • Produção: Clodoaldo Costa – Banalíssima Arte

Serviço:

  • Evento: Barulinho
  • Apresentações: 02 de dezembro (15h e 17h) e 03 de dezembro (17h – sessão com acessibilidade)
  • Local: Teatro Nelson Rodrigues / Caixa Cultural
  • Endereço: Av. República do Paraguai, 230 – Centro / Rio de Janeiro
  • Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada)
  • Compra de Ingressos: Bilheteria Cultural
  • Classificação Indicativa: Livre
  • Duração: 60 minutos

Por fim, leia mais:

Confira os principais destaques da CCXP 2023: adult swim, HBO Max e Unlock CCXP

Glopoplay tem presença confirmada na CCXP 2023

Paris Filmes confirma participação na CCXP23

Continue lendo
Anúncio
Anúncio

Cultura

Crítica

Séries

Literatura

Música

Anúncio

Tendências