Saturday, February 4, 2023

Vamos Falar de Impulsividade | Livro levanta questões sobre comportamento complicado

É uma característica comportamental pautada pela ação imediata sem a consideração das consequências, essa tal de impulsividade. Dessa forma, pode gerar situações complicadas que criam um ciclo difícil de ser quebrado.

A princípio, comprar, beber e comer por impulsão são alguns dos hábitos prejudiciais daqueles que agem sem pensar. Esta condição também costuma trazer danos aos relacionamentos interpessoais, fomentando conflitos entre amigos, família e até colegas de trabalho.

Para abordar o tema de forma leve e promover o desenvolvimento do autocontrole emocional, a Matrix Editora lança o livro-caixinha Vamos Falar de Impulsividade, assinado pela mestra em Psicologia Natanna Taynara Schütz. Composta por 100 cartas com perguntas contemplativas, a obra faz refletir sobre a importância de tomar decisões de forma assertiva e avaliar a repercussão de cada ação para relacionamentos e objetivos de vida.

Questionamentos

“Você se sente ansioso(a) com frequência?”, “Você se coloca em situações de risco?”, “Você mantém hábitos destrutivos?”, “Costuma acabar o que começa ou muda de foco quando surge outra coisa”, “Costuma se colocar no lugar das pessoas antes de falar certas coisas?”, “No dia a dia, você age conscientemente ou atua no modo automático?” são algumas das perguntas que integram o lançamento.

Afinal, adepta das Terapias Cognitivo Comportamentais de Terceira Geração, Natanna Taynara Schütz defende que, até certo ponto, ser impulsivo não apresenta riscos para a saúde mental ou qualidade de vida. Por isso, Vamos Falar de Impulsividade é direcionado especialmente para quem tem problemas no dia a dia causados pela precipitação e busca caminhos para ter mais autocontrole e recuperar as rédeas do próprio destino.

Ficha Técnica

Lançamento: Livro-caixinha Vamos Falar de Impulsividade
Autora: Natanna Taynara Schütz
Editora: Matrix Editora
Preço: R$ 46,00
Onde encontrar: Matrix EditoraAmazon

Ademais, veja mais:

Avatar – O Caminho da Água | Filme traz reflexões sobre família e o trato com os animais

Um Pequeno Grande Plano | Crítica

Crítica | ‘Guia Romântico Para Lugares Perdidos’ tem poesia e catarse

Escreve o que achou!