Wednesday, September 22, 2021

Viver é melhor que sonhar | Livro mostra últimos passos de Belchior

No mês em que se completa quatro anos da morte do cantor Belchior, o livro ‘Viver é melhor que sonhar: Os últimos caminhos de Belchior’ conta um pouco da trajetória do artista nos seus últimos anos de vida. Escrito por Chris Fuscaldo e Marcelo Bortoloti, o livro detalha o momento da transformação que mudou completamente a vida do compositor. Os pesquisadores são fãs do cantor e se interessavam em desvendar os questionamentos que envolviam a sua vida, eles percorreram as mesmas cidades em que Belchior passou, antes e depois do sumiço. Ou seja, estiveram no Rio Grande do Sul, seguiram para o Uruguai, procuraram informações em São Paulo e, por último, chegaram ao Ceará.

O cearense Antonio Carlos Gomes Belchior é dono de um vasto repertório com músicas de grande sucesso e um artista muito respeitado até hoje. Porém, sua história instiga a curiosidade não só do seu público, mas de grande parte dos brasileiros. Com uma vida confortável, a carreira consolidada e muitos amigos, Belchior se afastou de tudo ao completar 60 anos. Ele buscou uma vida anônima durante um longo período e conseguiu, falecendo dez anos depois. Belchior não esclareceu os motivos da sua decisão e telefonou apenas um vez a um de seus filhos durante o período de reclusão.

No entanto, na companhia da sua produtora e amente, Edna Prometheu, o artista passou por dezenas de cidades, se despediu do seu patrimônio, foi caçado pela justiça e pela imprensa, chegou a dormir em locais abandonados, tornou-se dependente de caridade e foi expulso de casas por pessoas que o abrigavam. Apesar de tudo, o artista não retrocedeu.

Além do novo livro, a história de Belchior ganhará série

Foram entrevistadas ao todo 150 pessoas em um trajeto de mais de 10 mil quilômetros, as conversas foram feitas com teve contato direto com o compositor. Chris e Marcelo conheceram os lugares em que Belchior se hospedou, dormiram nas mesmas camas em que ele dormiu e reviraram as malas deixadas para trás. Os dois consultaram processos, documentos e anotações pessoais, se emocionaram com depoimentos, entrevistaram amantes, amigos e advogados. Este certamente é um livro de grandes descobertas.

Além do livro, os autores Chris Fuscaldo e Marcelo Bortoloti, que possuem um conhecimento vasto sobre a vida do cantor, se uniram à equipe da série documental “Procurando Belchior”, produzida pela Urca Filmes com coprodução do Canal Brasil. O lançamento da série está previsto para outubro de 2021 e refaz os últimos passos de Belchior e sua fuga para o Uruguai. A direção ficou por conta de Eduardo Albergaria que assinou o roteiro junto de Daniel Dias e Leonardo Edde. Ao que tudo indica, em breve os três também devem desenvolver o projeto de um longa metragem de ficção sobre a vida do músico.

Ademais, veja mais:

Carnívora | Editora americana Behemoth Comics lança HQ do carioca PJ Kaiowá
Banda Meu funeral apresenta EP ‘Coisa de Satanás’ com clipe homônimo
Posfácios | Sinestéticas lança livro com diversos autores

2 Comments

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: