Friday, November 27, 2020

Atravessa a Vida | Selecionado para o É Tudo Verdade, filme mostra desafios da educação

“Atravessa a vida”, novo documentário de João Jardim (“Getúlio”, “Janela da Alma”) acaba de divulgar o trailer oficial. A saber, o filme acompanha o cotidiano de uma turma do 3º ano do ensino médio, no interior do Sergipe. O longa é uma produção da Copacabana Filmes e Fogo Azul Filmes, em coprodução com Globo Filmes, GloboNews e Canal Curta!. A estreia será no Festival É Tudo Verdade.

Primeiramente, o documentário mergulha no universo escolar e adolescente dos jovens de Simão Dias, cidade de 40 mil habitantes no interior sergipano. O Centro de Excelência Dr. Milton Dortas, escola com cerca de mil alunos, representa um recorte das dificuldades na educação brasileira. Enquanto buscam o sonho de garantir um ensino superior gratuito, os alunos refletem temas urgentes – dentro e fora de sala de aula – como futuro, depressão, aborto, pena de morte e Ditadura Militar.

João Jardim no interior de Sergipe

“Atravessa a vida é um desejo forte de revisitar a vida no ensino médio, momento tão importante. Ao mesmo tempo uma vontade de expor o Brasil emocionalmente. O recorte que me interessou foi aquele de partida e início, quando vamos sair do colégio que tanto nos protege, mesmo com suas precariedades. Na forma, queria fazer um filme só com cinema direto, quase consegui, restaram três entrevistas. No interior de Sergipe, fui à procura de um grupo, não de um ou dois personagens, e encontrei jovens firmes na ideia de que têm potência, que discutem suas vidas e seu país com uma clareza inesperada e forte. Pessoas, na sua maioria, criadas somente por suas mães. São situações com professores e alunos que nos fazem pensar quem somos, para onde estamos indo?”, explica o diretor e roteirista João Jardim.

Por fim, o filme traz referências ao longa “High School”, de Frederick Wiseman. Este é o segundo trabalho de João Jardim a abordar o tema. “Pro Dia Nascer Feliz” (2006) trazia histórias de estudantes de Estados e classes sociais distintas sobre medos e anseios da vida escolar. Aliás, o filme alcançou mais de 50 mil espectadores nos cinemas e conquistou diversos prêmios, incluindo Melhor Documentário na Mostra de São Paulo. Jardim também é diretor dos premiados “Janela da Alma”, “Amor?”, “Getúlio”, e codiretor do documentário indicado ao Oscar “Lixo Extraordinário”.

Enfim, veja o trailer:

Ademais, veja mais:

Banquete Coutinho | A obra de Eduardo Coutinho
Um Preto Velho chamado Catoni | Compositor é destaque na 15ª CineOP

Escreve o que achou!