Thursday, September 24, 2020

BrLab divulga os projetos audiovisuais selecionados para a sua edição virtual

O BrLab, único laboratório de desenvolvimento de projetos audiovisuais no Brasil que recebe projetos de toda América Latina e Península Ibérica, acaba de divulgar os projetos selecionados para a sua décima edição. O evento que será realizado de 05 a 27 de novembro, promoverá, ainda, diversas atividades online gratuitas e abertas ao público.

Este ano, o BrLab recebeu 591 inscrições, sendo 386 brasileiros e 205 estrangeiros e foram selecionados 12 projetos. Deste total 6 são brasileiros (Bahia, Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Pernambuco, e São Paulo) e 6 representam os países Colômbia, Cuba, Equador, México, Peru, Paraguai e Uruguai.

Novos talentos

Integram a seleção futuros filmes de cineastas premiados e novos talentos audiovisuais da região como o cineasta paraguaio Pablo Lamar que participa com seu novo longa “Remanso”, a diretora e atriz brasileira Grace Passô com seu primeiro longa como diretora baseado em uma peça de sua autoria “Amores Surdos 1500”, a premiada curta-metragista colombiana Juanita Onzaga que participa com o projeto de longa “Las tierras que te buscan”.

Além disso, também complementam o time de diretoras a peruana Melina León com seu segundo longa “San Blas”, a equatoriana Ana Cristina Barragán com seu terceiro longa-metragem “La Hiedra”, e as brasileiras Everlane Moraes com “O Segredo de Sikán”; Rafaela Camelo com “Sangue do meu Sangue” e Janaína Marques com “Amores Paraguayos”. Outros quatro diretores estreantes no longa-metragem, mas com trajetórias consolidadas como curta-metragistas e/ou assistentes de direção, complementam a seleção deste ano: os brasileiros Diego Paulino, com “Experiências Incômodas em Dias Nublados” e Maick Hannder com “Perto da Meia Noite”, o cubano Damián Sans Edwards com “Los Caídos” e o uruguaio Sergio de León com seu primeiro longa de ficção “Siempre Vuelven”.

Comissão

A comissão de avaliação e seleção foi formada por um grande grupo. Entre eles, Elzemann Neves (Roteirista e dramaturgo, SP/PA), Emmanuelle Déprats (Gestora cultural, França/RJ), Erick Gonzalez (Diretor do AUSTRALAB, Chile), Fábio Leal (Diretor, roteirista, ator e preparador de elenco, PE), Fernanda De Capua (Produtora, roteirista e diretora, SP), Flavia Candida (Curadora, cineasta e produtora, RJ), Giovani Barros (Diretor, roteirista e produtor de elenco, RJ) e Iana Cossoy Paro (Roteirista e professora de roteiro, SP).

Aliás, participaram também Jaqueline Souza (Roteirista e consultora, PR), Joelma Gonzaga (Produtora e produtora executiva, SP), Julia Katharine (Atriz, roteirista e cineasta, SP), Larissa Figueiredo (Roteirista e diretora, DF), Leonardo Mecchi (Produtor, SP), Leticia Santinon (Curadora e produtora, SP), Marcela Esquivel (Roteirista, diretora e produtora, Costa Rica), Marcio Miranda Perez (Curador e programador, SP), Maria Carla Del Rio (Produtora, Cuba), Marina Torre (Coordenadora de Produção e Conteúdo do BrLab, SP), Rafael Sampaio (Produtor e Diretor do BrLab, SP), Talita Arruda (Curadora e distribuidora, RJ/SP), Thamires Vieira (Diretora e produtora, BA) e Yuri Peixoto (Curador e roteirista, SP).

Consultorias

Os escolhidos para a décima edição do BrLab participam de consultorias com a cineasta Mariana Rondón, diretora do premiado filme “Pelo Malo”; a cineasta argentina Albertina Carri, diretora do premiado “La Rabia”; a consultora de direção mexicana Paula Astorga; a roteirista brasileira Iana Paro Cossoy; a roteirista cubana Xenia Rivery; os premiados produtores Agustina Llambi-Campbell (Argentina) e Giancarlo Nasi (Chile), além de diversos outros palestrantes e convidados que compõem a programação de conteúdos e atividades.

“A seleção nunca é fácil, e quando chega nessa etapa final, em que há poucas vagas para muitos inscritos, acabamos utilizando critérios que são muitas vezes externas aos projetos. Buscamos oferecer de alguma maneira uma seleção que retrate um pouco da produção audiovisual e da realidade imaginada no país e na região. Neste ano há uma diversidade de temas e muitas e muitos cineastas estreantes na direção de longas de ficção. Todas as diretoras brasileiras e brasileiros neste ano são estreantes no longa-metragem e metade dos projetos estrangeiros também são primeiros longas”, comenta Rafael Sampaio.

Além de passarem por consultorias de roteiro, direção, produção e distribuição com renomados profissionais, ao final do evento os participantes do laboratório participam de rodadas de negócios e concorrem, ainda, a diversos prêmios oferecidos por empresas e instituições parceiras.

Prêmios e mais prêmios

Pela primeira vez, a distribuidora Vitrine Filmes entregará o Prêmio Vitrine Filmes – Programa Novos Clássicos do Cinema Brasileiro, que consiste no investimento R$400.000,00 (quatrocentos mil reais) como Start Money em um projeto brasileiro ou estrangeiro coproduzido com o Brasil.

Posteriormente, também são oferecidos o Prêmio Desenvolvimento Globo Filmes no valor de R$110.000,00 e o Prêmio Desenvolvimento Vitrine Filmes também no valor de R$110.000,00. A distribuidora Vitrine Filmes – parceira do BrLab desde a primeira edição – entrega ainda um terceiro prêmio destinado a projetos estrangeiros, o Prêmio Aquisição Vitrine Filmes que consiste no compromisso de distribuição futura de um projeto estrangeiro em território brasileiro. O Projeto Paradiso, que também patrocina parte das atividades do BrLab, oferece o Prêmio Incubadora Paradiso no valor de R$30.000,00 (trinta mil reais) para um(a) do(a)s roteiristas de projetos brasileiros.

Por fim, os eventos internacionais PopUp Residency, Torino FIlm Lab e Cinéma en Développement de Toulouse selecionam dentre os participantes do BrLab alguns projetos para participarem de suas concorridas atividades, e empresas como Cesnik, Quintino & Salinas Advogados e C/as4atro oferecem horas de assessoria jurídica e assessoria em produção executiva, respectivamente. O Coletivo DAFB – Coletivo de Mulheres e Pessoas Transgênero do Departamento de Fotografia do Cinema Brasileiro – também oferece um prêmio de consultoria em cinematografia para um projeto.

Conheça todos os projetos selecionados para o BrLab 2020:

– AMORES PARAGUAYOS, direção de Janaína Marques, roteiro de Pedro Cândido e Taís Monteiro e produção de Maurício Macêdo, Moçambique Audiovisual – CE/Brasil

– AMORES SURDOS 1500, direção e roteiro de Grace Passô, produção de Ricardo Alves Junior e coprodução de Rachel Daisy Ellis, EntreFilmes e Desvia – MG e PE/Brasil

– EXPERIÊNCIAS INCÔMODAS EM DIAS NUBLADOS, direção e roteiro de Diego Paulino. Produção: Victor Casé e Tiago Villares, Reptilia Produções – SP/Brasil

– LA HIEDRA, direção e roteiro de Ana Cristina Barragán, produção de Joe Houlberg, coprodução de Gabriela Maldonado, Botón Films e BHD Films – Equador / México

– LAS TIERRAS QUE TE BUSCAN, direção e roteiro de Juanita Onzaga, produção de Jorge Forero – Colômbia

– LOS CAÍDOS, direção e roteiro de Daminán Sainz Edwards e produção: de Viana González, Autonauta Films – Cuba

– O SEGREDO DE SIKÁN, direção de Everlane Moraes, roteiro de Tatiana Monge Herrera, produção de Fernanda Vidigal, Carapiá Filmes – MG e BA/Brasil – projeto selecionado em parceria com Nuevas Miradas – EICTV

– PERTO DA MEIA-NOITE, direção e roteiro de Maick Hannder, produção de Bruno Greco e Jacson Dias, Ponta de Anzol Filmes – MG/Brasil

– REMANSO, direção de Pablo Lamar roteiro de Pablo Lamar e Sara Pinheiro, produção de Gabriela Sabaté e Pablo Lamar, Sapukai Cine e Sabate Films – Paraguai / Brasil / Holanda

– SAN BLAS, direção e roteiro de Melina León, produção de Rolando Toledo, La Vida Misma Films e La Mula Producciones – Peru / França / Brasil – selecionado em aliança com Cinéma en Développement do Festival Cinelatino de Toulouse

– SANGUE DO MEU SANGUE, direção e roteiro de Rafaela Camelo, produção de Daniela Marinho, Moveo Filmes – DF/Brasil / França

– SIEMPRE VUELVEN, direção e roteiro de Sergio De León, produção de Micaela Solé, Cordón Films – Uruguai

Também integram a seleção três filmes em fase de montagem, selecionados para participar da segunda edição do 3 PUERTOS CINE – Montagem – BrLab que serão anunciados no dia 15 de setembro.

Ademais, leia mais:

Banquete Coutinho | Documentário apresenta personas de Eduardo Coutinho
Um Preto Velho chamado Catoni | Afinal, compositor é destaque na 15ª CineOP
Mostra de Cinema de Ouro Preto | Show inédito de Lô Borges Trio

Por fim, veja o curta-metragem “Na Beira”:

Escreve o que achou!