Tuesday, January 25, 2022

Caminho dos Santos Mártires é destaque no turismo do Rio Grande do Norte

O Caminho dos Santos Mártires do Brasil surgiu para motivar, incentivar e difundir a devoção aos Santos Mártires, beatificados no ano de 2000 pelo Papa São João Paulo II, e canonizados no ano de 2017 pelo Papa Francisco.

Os Santos Mártires, chamados de protomártires do Brasil, por serem os primeiros Santos Martirizados em solo brasileiro tem no Estado do RN duas festividades, a primeira no dia 16 de julho, onde aconteceu o primeiro massacre no Engenho Cunhaú em Canguaretama/RN, e a segunda festividade onde é feriado Estadual acontece no dia 03 de outubro, em Uruaçu São Gonçalo do Amarante.

A saber, o roteiro foi construído no decorrer de dois anos de pesquisas e visitas in loco, através do Turismólogo Sidnésio Moura, uma das principais referências do Turismo Religioso no Brasil.

“Fui ver o que os especialistas e doutores no segmento do turismo e o Ministério do Turismo tinham a informar sobre este novo perfil de turista, e realmente era o que imaginávamos: o novo turista é aquele que busca o turismo de experiência e natureza”, afirma.

Foi o motivo que, ao lançar o Caminho dos Santos Mártires do Brasil no mês de junho no Famtour com os Guias de Turismo, foi apresentado o potencial dos destinos na parte do lazer, aventura, ecológico, natureza e cultural. E foi criado um roteiro completo onde unem-se o turismo religioso ao turismo de natureza e de experiência.

Turismo de Experiência e Fé

Um roteiro histórico, cultural e religioso. Um caminho, para vivenciar a fé de homens, mulheres, jovens e crianças, que derramaram o seu sangue por não negarem a fé católica e a Jesus Cristo. No Caminho dos Santos Mártires do Brasil, as pessoas irão vivenciar a fé, mas também a história e cultura do povo de cada destino que compõe o roteiro.

O roteiro se inicia com quatro destinos: Canguaretama, local do primeiro massacre; Nisía Floresta, onde esta localizada as ruínas da casa de Pedra de São João Lostau Navarro, um dos Santos Mártires e companheiro de Mateus Moreira; Natal, onde o padre Ambrósio Francisco Ferro foi o segundo pároco da primeira Igreja da cidade e o leigo Mateus Moreira era sacristão; e São Gonçalo do Amarante, local onde aconteceu o segundo massacre no povoado de Uruaçu.

Agora, somam-se dez destinos, completando em média 220 km de peregrinação

No dia 11 de dezembro, aconteceu a primeira Peregrinação as Ruínas da Casa de Pedra de São João Lostau Navarro, incentivada pelo Padre Antônio Murilo, capelão dos Santos Mártires e pároco de Igreja Matriz Nossa Senhora de Fátima em Parnamirim/RN, pelo padre Ajosenildo Nunes de Nísia Floresta, pároco da Igreja Matriz Nossa Senhora do Ó, pelo padre Sidney, pároco da Igreja de São Francisco e São João Lostau Navarro de Pirangi Praia – Parnamirim/RN e o Frei Manoel.

Neste dia, foi celebrada a primeira missa nas Ruínas da Casa de Pedra, onde o Arcebispo Dom Jaime Vieira Rocha foi o primeiro Bispo a celebrar e o primeiro a visitar as Ruínas da Casa de Pedra de São João Lostau Navarro. Este foi um marco histórico para a Arquidiocese de Natal.

Em Canguaretama, após a visita do local do primeiro massacre e a participação da Santa Missa, vem o passeio no Catamarã nos 12km de manguezais, e depois uma experiência em trilhas na aldeia indígena Katu, conhecendo a cultura do povo indígena, seus costumes e tradições.

Nossa Senhora do Ó

Em Nísia Floresta, depois de visitar a Igreja de Nossa Senhora do Ó, conhecer a história das irmãs vigárias, e o distrito de Timbó, berço da Campanha da Fraternidade. Logo após há um passeio de canoa conhecendo o trajeto que João Lostau pegava para ir até o seu porto, e também é possível conhecer por onde os franceses utilizavam a rota pelo rio para contrabandear o pau-brasil. Momentos excelentes de contatos com a natureza, onde durante a trilha os peregrinos e romeiros seguirão até as ruínas da casa de pedra em oração do terço, contemplando os Santos mistérios.

No mês de fevereiro de 2022, haverá a Bike Romaria saindo de Canguaretama, percorrendo Nísia Floresta, Natal e São Gonçalo do Amarante. E no mês de março, a Romaria 4×4, off Road de 220km para apresentar os profissionais de turismo deste segmento o Caminho dos Santos Mártires do Brasil.

Canguaretama e Nísia Floresta, dentro do Caminho dos Santos Mártires, são destinos que estão se preparando para a sinalização do Roteiro para que o turista/peregrino que chega sozinho possa ter o auto-guiamento. Além de que as duas cidades estão trabalhando fortemente na melhoria de suas infraestruturas para uma acolhida cada vez mais de excelência aos turistas.

“O que podemos dizer é que um novo Roteiro no país surgiu no Nordeste junto ao povo Potiguar que além das suas belezas naturais tem o forte potencial do Turismo Religioso. O Caminho dos Santos Mártires do Brasil é um roteiro completo, que une o turismo religioso aos demais atrativos e segmentos turísticos de cada cidade que compõe o roteiro”, finaliza Sidnésio.

Ademais, leia mais:

A Imagem da Tolerância | Conheça o documentário sobre um símbolo da benevolência
Casa do Triunfo | Livro aborda peregrinação e aparição de Nossa Senhora
Aparecida do Brasil | O documentário que é reportagem sobre a imagem da santa

Escreve o que achou!