Tuesday, October 20, 2020

A Maldição da Mansão Bly | Depois da Residência Hill, uma moradia de romance e drama

Fui levado a ver a Maldição da Mansão Bly (The Haunting of Bly Manor) depois do sucesso que foi A Maldição da Residência Hill, dirigido por Mike Flanagan, o qual também dirigiu Doutor Sono (Doctor Sleep) e Ouija: origem do mal (Ouija: origin of evil). 

O diretor firmou seu nome mais especificamente com A Maldição da Residência Hill, incluindo um episódio quase inteiro em plano sequência muito bem falado. Dessa forma, estava ansioso por essa temporada.

A princípio, vi que o conceito se manteve obviamente. A primeira cena com uma mulher contando a história me chamou atenção, inclusive, para mim foi uma das partes que segurou a série. Conhecemos os personagens e seus dramas, em algumas horas confusos, principalmente com relação a quem era fantasma, quem era ser vivo, e em qual parte do tempo estávamos, por isso muitas vezes tive até que voltar a cena para entender melhor.

Zero terror

Essa temporada inteira foi quase zero terror, apenas drama e romance em todos os níveis, dos abusivos aos perfeitos. Isso obviamente não é de todo ruim, mas para quem como eu esperava uma série com tensão acredito que pode desapontar.

O romance principal foi bem feito, e o plot twist do final com certeza pega os mais entusiastas nesse gênero de jeito. Então acredito que muitas pessoas vão curtir. Contudo, no olhar técnico e crítico da obra, fica muito distante da Residência Hill, o que, repito, não necessariamente seria ruim, se não já estivéssemos à espera de algo naquela pegada.

Se quiser ver drama clichê ou romances fora do padrão, com alguns sustos e um plot twist mediano, pode ser válido. Espero que numa próxima temporada retorne a qualidade técnica com a tensão que foi o início dessa série. Nota 4.

Enfim, veja o trailer:

Ademais, veja mais em seguida:

Cidade dos Mortos | Série russa explora a psique humana em cenário apocalíptico
Remédio Amargo | Filme espanhol mostra relação abusiva
O Dilema das Redes | Documentário da Netflix consegue ser assustador e pontual

Escreve o que achou!