Crítica | ‘A Suspeita’ é drama policial esmerado

Com ótima atuação de Glória Pires, A Suspeita é um drama policial que se destaca pelo esmero técnico com o qual foi feito. A direção de fotografia de Fabrício Tadeu mostra ao que veio logo na primeira cena e impressiona ao longo de toda a exibição.

Além disso, a direção de Pedro Peregrino apresenta alguns ângulos bonitos utilizando bem os reflexos, como na cena dos diplomas, que mostram o orgulho da protagonista com relação a sua profissão. Lúcia (Glória Pires) é metódica e disciplinada. Desde o começo vemos sua determinação e foco no trabalho. Entretanto, o mal de Alzheimer acomete sua mente e pode atrapalhar sua carreira, principalmente quando ela se aprofunda numa investigação que esbarra em situações mais complicadas.

O roteiro de Thiago Dottori funciona. As pistas são deixadas desde o início e não há grandes surpresas, mas funciona para o desenrolar. O argumento de Luiz Eduardo Soares não deixa a dinamicidade cair. Ademais, o som direto de Evandro Lima é um show. A cena no cemitério deixa isso claro, como nada se atrapalha e entendemos tudo com perfeição. Aliás, essa sequência é bem aproveitada no geral, fornecendo cenas bonitas, assim como a montagem que brinca com saltos temporais deixando lacunas propositais.

Lembranças

A importância da memória é ressaltada durante o longa, como na palestra do jornalista Miguel Yuan, vivido por Bukassa Kabengele (‘Os Dias Eram Assim’). Lúcia precisa usar seus últimos momentos de lucidez para enfrentar seus lapsos e a corrupção ao seu redor. No meio do caminho deve refletir sobre suas escolhas de uma vida dedicada a Polícia Civil. Enquanto anoitece, a esperança da investigadora permanece. O filme exalta a ética com eficiência.

O elenco de A Suspeita conta ainda com outros grandes nomes, como Charles Fricks (‘Quase Memória’), Gustavo Machado (‘Chacrinha: O Velho Guerreiro’, ‘Elis’), Daniel Bouzas, Júlia Gorman, Joelson Medeiros, Kizi Vaz, Paulo Vespúcio, Genézio de Barros e Alexandre Rosa Moreno. O filme estreia nos cinemas brasileiros em 16 de junho.

Ademais, leia mais:

Crítica | ‘Amado’ lembra filmes de ação dos anos 80

‘O Surto’ chega aterrorizando Londres com atuação impressionante | Crítica

Chernobyl – O filme – Os segredos do desastre | Crítica

Escreve o que achou!