Saturday, December 4, 2021

Crítica | ‘Ava’ chama atenção como a espiã que amava a Netflix

Ava é o novo filme de ação da Netflix, com Jessica Chastain (A Grande Jogada, Interestelar ). A princípio, a trama consiste em uma assassina de aluguel que viaja o mundo em suas missões de morte, que devem ser o mais silenciosas e sutis possíveis. Mas quando tudo dá errado, ela começa uma luta com a própria organização que a contratou e treinou.

A premissa já é conhecida, entre os últimos acredito que o mais famoso seja John Wick (Keanu Reeves), que é um ótimo parâmetro no caso. Ava tem seus momentos bons, mas não consegue atingir a maestria de John Wick. Afinal, as coreografias de luta não convencem, o ritmo é bom, entretanto, é bem mais lento do que o esperado.

O triângulo amoroso do filme feito pela irmã e o namorado dela, que antes de Ava sumir a pediu em casamento antes de sumir há 8 anos. Então até por isso é um relacionamento familiar muito conturbado mas não trás nada além disso. A temática soa muito interessante,  o vilão e o “anti-herói” são bem marcados e caricatos, e, logicamente, ter John Malkovich não é pra qualquer filme, né?

Aliás, veja o trailer e siga lendo:

Curto e grosso

O filme é curto, uma hora e meia de duração, mas é um acerto ser assim, pois faz com que seja direto ao ponto. Mesmo assim ainda escolheria ter mais ação e cenas mais longas, com coreografias melhores e mais tensão na tela. A carga emocional é mediana, não me fez sentir empatia por nenhum personagem a não ser a protagonista. Contudo, ao menos a Ava de Jessica, entrega uma carga dramática legal.

Os atos tem boa divisão, o terceiro ato é muito bom e o filme é uma ótimo pra quem gosta do gênero. Além disso, o fato de ter uma protagonista mulher dá um charme especial para a história.

Imagina como seria um casal entre Ava e John Wick, hein? Será? #ficaadica

Ava tem tudo pra chamar atenção de todos entre os  tops da Netflix, Já aguardamos ansiosos se terá  continuação! Nota 8.

Ademais, veja mais:

Crítica | ‘Vozes’ traz suspense e terror para a Netflix
Os Favoritos de Midas | Uma história fechada e curta meio ‘Death Note’
Quem Matou María Marta? | Minissérie tem enredo investigativo e detalhes instigantes

Escreve o que achou!