The Liberator | O primeiro episódio e as expectativas de Gianelli

The Liberator é uma série baseada no livro de Alex Kershaw publicado em 2012. Tem direção de Grzegorz Jonkajtys, com roteiro do próprio Alex Kershaw e Jeb Stuart. Uma criação única da plataforma que utiliza Enhanced Hybrid Animation, que combina computação gráfica e filmagem live-action.

Belíssimo de se ver, com recursos bastante convenientes; aparentando de certa forma que estamos lendo um quadrinho ou recordando memórias. Aliás, a estréia no dia 11 de novembro é em comemoração ao Dia dos Veteranos de Guerra dos EUA, mas não retrata apenas tiros e conflitos bélicos.

Afinal, as cenas foram muito bem balanceadas; o aprofundamento de caráter se intercala com momentos de tensão. O foco principal é de questões raciais e hipocrisia do exército americano, em aceitar soldados de todo o país quando ainda havia em seu território segregação legal e discriminação aberta e invisibilizada pelas autoridades da época.

Medo

Vemos homens frágeis e com medo, por trás das máscaras polidas de masculinidade, enfrentando dificuldades em prestar o “serviço” de representar seu país numa guerra tão distante de seus lares.
A série retrata um destacamento que fora alocado na Sicília, Itália, por 500 dias.

Ver a série contar a história daqueles que lutaram na Segunda Guerra e que por muito tempo foram esquecidos, é de fato um motivo de alegria. Porém, não se pode esquecer que é feito para o público americano, cuja permissividade em relação aos fatos e como estes se deram, não costuma ser muito positiva; portanto podem existir algumas situações abrandadas ao longo dos episódios.

Com um primeiro episódio de pouco mais de 40 minutos, a série mostrou relativamente pouco. Apesar do título, “por que lutamos”, ainda não ficou tudo muito explícito. Espero que seja algo como retornar aos EUA e lutar ao lado dos homens que foram seus companheiros para que também recebam tratamento digno e tenham seus direitos garantidos como os cidadãos que em batalha foram.

Enfim, animada por seguir vendo esta animação e de quebra torcer por mais verdades históricas neste roteiro.

Por fim, o trailer:

Ademais, veja mais:

Soul | Nova animação da Pixar fala de vida após a morte
Desenho clássico dos X-men retorna no streaming Disney+
Conheça o funk do Star Wars e um Jedi da vida real

Além disso, assista “Na Beira”:

13 Comments

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: