Crítica da temporada 3 de Cobra Kai e o caminho da coisa certa

Cobra Kai é uma série original do YouTube, que foi para Netflix e estreou sua terceira temporada no primeiro dia de janeiro. A princípio, já começa sua terceira temporada com Miguel Diaz (Xolo Maridueña) em coma, depois de uma briga generalizada na escola e ter caído do segundo andar após um chute de Robby Keene (Tanner Buchanan). Johnny Lawrence (William Zabka) e Daniel Larusso ( Ralph macchio) se culpam pela briga, cada um da sua forma.

Cobra Kai tem muita simbologia, o drama convence, temos partes emocionante  e vemos erros do passado se repetindo como bullying e outros padrões de comportamento. Nessa temporada, vermos Johnny e Larusso trabalhando em equipe, atrás de Robby que está foragido após a briga. Além disso, entendemos melhor porque John Kreese (Martin Kove) tem aquela personalidade e temos flashbacks  mostrando o seu passado.

Leve e coisa e tal

Acho impressionante a forma como cobra kai consegue de forma leve mostrar que não existe ninguém totalmente bom nem totalmente mau. São perspectivas e vivencias que nos moldam, moldam nosso caráter e como lidamos com as adversidades. A abordagem da ambiguidade humana segue muito bem nesse terceira temporada e vale a pena assistir.

Um dos maiores ensinamentos é como relações tóxicas transformam a gente e como podem nos levar do céu ao inferno bem rápido. As reviravoltas  da trama prendem você até o final e vamos ter muitos personagens de Karate Kid aparecendo, e não apenas com aparições pontuais.

Seja você Team Cobra Kai ou Team Miyagi-do, você vai achar a identificação necessária com a série e alguns ensinamentos que podem valer pra vida. Claramente é uma série com pegada mais adolescente, ou pra galera que é fã de franquia Karate Kid, mas se você quer algo leve e com uma ideia muito legal, com certeza essa pode ser sua série de férias favorita.

Ainda sobre os ensinamentos, para mim, essa frase foi a mais profunda da temporada 3 de Cobra Kai e deixo aqui como ensinamento em tempos sombrios..

“Não se faz a coisa certa por que sempre dá certo, faz a coisa certa porque é o certo a se fazer”.

Enfim, se liga no trailer da temporada 3 de Cobra Kai:

Ademais, veja mais:

Bárbaros | Epicidade e drama cativam na série original Netflix
Sweet Home | Série é tipo um ‘Resident Evil’ bizarro coreano
Bridgerton | Netflix traz série que cativa entre fofoca, romances e o ‘selo’ Shonda Rhimes

Por fim, veja o curta “Na Beira”:

 

Escreve o que achou!