Crítica | ‘Me Tira da Mira’ acerta ao não se levar a sério

Estreia nacional da semana, o filme ‘Me Tira da Mira’ traz a atriz Cleo como protagonista desta comédia de ação. Aliás, o trabalho tem a direção do experiente Hsu Chien, responsável por ‘Quem vai ficar com Mário’, de 2021.

A saber, este’ é o primeiro projeto audiovisual que coloca Cleo, seu irmão Fiuk e o pai Fábio Júnior atuando juntos. Portanto, vale o destaque para o ineditismo do encontro. Além disso, o elenco é composto por nomes de peso, como Stênio Garcia, Cris Vianna, Maria Gladys e Vera Fisher.

Humor sempre salva

Com a proposta de ser uma comédia de ação, ‘Me Tira da Mira’ traz Cleo como a policial Roberta, uma destemida profissional que busca investigar a morte suspeita da atriz Antuérpia Fox (Vera Fisher). Contudo, a trama policial acaba em segundo plano, uma vez que a base do roteiro é o humor.

Assim, infiltrada na clínica em que Antuérpia esteve internada, Roberta agora é a paciente Sandra, que busca pistas que levaram à morte da atriz. Desse modo, lá conhece a terapeuta Isabela (Bruna Ciocca), que vira sua parceira na investigação.

O trabalho de Ciocca chama a atenção e diverte o público. A atriz estreia nos cinemas já com a responsabilidade de ser co-protagonista ao lado de Cleo, o que não é pouca coisa.

Entretanto, o grande destaque do filme fica para Júlia Rabello, como a atriz cancelada Natasha Ferrero, também paciente da clínica. É dela os melhores momentos da história, preenchendo a tela com seu carisma singular. O talento de Júlia deveria ter mais reconhecimento popular.

Cleo policial novamente

Cleo surge de novo como agente da lei nos cinemas, uma vez que em ‘Operações Especiais’ (2015) ela também tinha a mesma profissão. Sendo assim, não vemos necessariamente outra vertente de sua atuação, porém, cumpre o que se propõe e convence como Roberta/Sandra. A química da atriz com Sérgio Guizé (Rodrigo) é um dos pontos altos do longa.

Fiuk, Cleo e Fábio Júnior durante filmagens de ‘Me Tira da Mira’ (Foto: Divulgação)

Com apenas 1h30 minutos, o filme é enxuto e entretém sem compromisso. Aliás, é uma das raras tentativas do gênero comédia de ação que vimos ultimamente no país. Logo, a produção acerta ao não se levar a sério, e propõe outras perspectivas para as comédias brasileiras, que também podem mesclar-se à outros gêneros, como a ação.

O que não funcionou?

Como toda obra cinematográfica, sempre há elementos que não funcionam. Nesse caso, um dos pontos baixos de ‘Me Tira da Mira’ é a participação de influencers com pouca experiência em atuação, como a ex-bbb Viih Tube e a humorista Gkay. Apesar disso, Hsu Chien tem o filme nas mãos, conseguindo contornar os equívocos de escalação.

Serviço:

Filme: Me Tira da Mira
Direção: Hsu Chien
Elenco: Cleo, Fiuk, Fábio Júnior, Sérgio Guizé, Stênio Garcia e Cris Vianna
Estreia: 24 de março

Ademais, veja mais:

‘Belchior Apenas um coração selvagem’ estreia no Brasil no Festival É Tudo Verdade

 Ecos de 1922 | Mostra comemora a Semana de Arte Moderna no CCBB

Cleo e Fiuk estrelam filme ‘Me Tira da Mira’

Imagem principal: Reprodução Instagram

Escreve o que achou!