Time to Hunt | Filme coreano viaja entre gêneros na Netflix

Time to Hunt é uma ótima surpresa no catálogo da Netflix. A princípio, o filme coreano vem com um contexto de ação, mas é muito mais que isso.  Ele conta a história dos amigos Ki Hoon, Jung Seok e Jang-Ho. Eles se encontram após a saída de Jang-Ho da prisão. Após essa liberdade ele se vê numa realidade totalmente diferente da que esperava e precisa fazer algo para sobreviver, então o grupo resolve assaltar um cassino clandestino. Com a ajuda de um quarto elemento que trabalha no próprio cassino. 

Até aí a premissa toda conta com um planejamento, porém de forma bem amadora e cheia de furos até o dia do assalto. Quando conseguem o feito, pensam sair como vitoriosos, mas é aqui que o filme muda o seu gênero  para um terror, com cenas que dão muito medo e dignas de filmes clássicos, uma cena me lembrou Silent Hill, outra me lembrou Exterminador do Futuro . A cidade distópica foi muito bem ambientada e a tensão com o perseguidor Han, um capanga do cassino que não se sabe muito sobre, é muito bem construída. Após algum tempo acompanhando os três se atrapalhando em fuga, com muito medo, vemos que seu perseguidor é praticamente uma máquina, que brinca com os fugitivos apenas pelo bel prazer como psicopata.

Mudanças fortes

Time to Hunt é um filme longo, de duas horas, entretanto vale a pena principalmente pela mistura e mudança de gêneros. Ou seja, uma característica forte dos filmes coreanos, tais como o vencedor do Oscar, Parasita. Se você tem curiosidade de uma boa construção e mudanças fortes de gênero, ou se quer apenas se divertir com ação e sentir medo, com certeza esse filme é pra você.
Além desse fator, algo muito legal  é ter a construção de família que os protagonistas têm no filme. Posteriormente, percebemos que é uma ligação que se prova maior do que os fatos que foram a causa das ações do filme, e isso acaba levando a uma interessante relação de valores entre esses personagens, mostrando que a dor foi moldando o caráter e a personalidade de cada um durante a história.

Se for uma premissa que te chama atenção, veja! Valorizem filmes também fora de Hollywood, pode valer a pena.

Afinal, veja o trailer (em inglês):

Ademais, veja mais:

O cinema brasileiro independente pede passagem
“Fora de Casa” homenageia profissionais que não podem se isolar | Assista
Nódulo | Nova animação brasileira retrata mundo em isolamento

Escreve o que achou!