Monday, September 26, 2022

Crítica | Uma Pitada de Sorte

Uma Pitada de Sorte traz uma pegada naturalista eficiente num elenco engraçado capitaneado por Fabiana Karla, que protagoniza como a personagem Pérola, cozinheira que acaba parando na televisão.  A atriz diverte como sempre e mistura, fofura, meiguice e comédia no tom certo.

As cenas na bela localidade de Jurujuba, em Niterói, são ótimas, e também como vemos o cotidiano corrido de trabalho de Pérola, algo tão comum a tantos brasileiros. Ela pega, van, barca, ônibus e encara uma jornada dupla.

O filme me trouxe algumas lembranças pessoas, pois também trabalho em um restaurante, o Bandolim Vegan Cult Bar, apesar de não ser na cozinha.

Além disso, entrevistei uma vez a Dandara Batista, do restaurante Afro Gourmet. Veja abaixo:

O roteiro tem como destaque a valorização  do folclore brasileiro, principalmente através da personagem Gina (Jandira Martindi), que tem uma empresa de festas infantise. Além disso, a busca pelos sonhos e a superaão de dificuldades e preconceitos. É clichê, mas daqueles que funciona. Filme para a família.

A direção de Pedro Antônio Paes sabe aproveitar a veia cômica dos atores e o longa ainda reúne no elenco nomes como Regiane Alves, JP Rufino, Flávia Reis, Pablo Sanabio e Pedroca Monteiro.

Por fim, Uma Pitada de Sorte tem produção da Melodrama Produções, coprodução da Globo Filmes e do Telecine, distribuição da Downtown Filmes e estreia nos cinemas no dia 15 de setembro.

Ademais, veja mais:

Crítica | ‘Um Dia Para Sempre’ é comédia romântica tipo ‘Feitiço do Tempo’

Um Pequeno Grande Plano | Crítica

Crítica | ‘Guia Romântico Para Lugares Perdidos’ tem poesia e catarse

Escreve o que achou!