Diário de Bordo 6 | Rashid canta a revolta com participação de Chico César

Eu nem queria voltar pra isso aqui, “Diário de Bordo”,
Mas minha caneta tava engasgada,
deixa ela cuspir…

É dessa maneira, com os versos acima, que Rashid justifica o lançamento da faixa “Diário de Bordo 6”. Trata-se da retomada da série de sons longos, sem refrão e sem papas na língua iniciada pelo rapper paulistano em 2010 (com o volume 1) e, teoricamente, encerrada em 2015 (com o volume 5).

A princípio, por mais que a série sempre tenha feito sucesso com o seu público, o artista entendeu o número cinco como um ato conclusivo. Ele não esperava, contudo, pelo plot twist que o cenário social, econômico, político e sanitário do Brasil passaria. Dessa forma, buscou resgatar o formato.

Assim como os demais “Diário de Bordo”, este novo também teve produção e beats do DJ Caique, mas, pela primeira vez, Rashid contou com uma participação especial: Chico César. A música já está disponível nos aplicativos de streaming (ouça aqui) e também ganhou um videoclipe no canal de YouTube.

Negacionismo

“Eu nunca quis retomar a série ‘Diário de Bordo’. Só que eu não me lembro de ter vivido um período tão conturbado no país desde que tenho consciência de mim mesmo e da sociedade. É impossível, eu, artista que se compromete a espelhar a realidade em sua arte, não trazer tudo isso à tona”, afirma Rashid, que tece reflexões sobre temas diversos — de vacina e negacionismo a racismo e política — ao longo dos mais de cinco minutos de música. Inclusive, o rapper é objetivo ao revelar o que motivou o seu processo criativo: “A raiva é o combustível aqui”.

Durante a produção, enquanto ouvia a parte instrumental repetidamente, Rashid começou a balbuciar uma melodia e percebeu que aquele trecho combinava com a voz de Chico César. Foi então que o rapper fez o convite para que o artista paraibano se juntasse a ele no “Diário de Bordo 6”. “Sabendo do quanto Chico César é um artista politizado e posicionado, enviei para ele o que tinha. Ele acrescentou muito mais riqueza, sentimento e aquela letra incrível”, comenta Rashid. “Eu nunca havia pensado em ter um participação em algum ‘Diário de Bordo’, mas, sem dúvida, ele era o cara pra isso”, completa.

Chico

A admiração destacada por Rashid não parte só dele, Chico César enxerga a parceria como resultado “do encontro, da identificação e admiração recíproca entre os criadores”. O cantor, que também participa do videoclipe, explica que a vontade de se conectar com a cena jovem do hip hop é um dos motivos que o animou durante a criação da sexta parte de “Diário de Bordo”. “Cada vez mais borram-se as fronteiras e os limites entre os estilos na música brasileira. Penso que essa parceria com o Rashid tem muito a ver com isso. E eu me sinto muito feliz de poder estar ao lado de um artista tão importante para a cena jovem do hip hop. Também quero falar com a juventude que o escuta. E quero que quem segue meu trabalho também o ouça”, comenta Chico César.

Dirigido por Levi Riera, o registro audiovisual reforça a ideia de como a realidade e as tristes notícias invadem a casa do povo brasileiro de forma nociva — algo que é potencializado pela pandemia, mexendo com a saúde mental e a estrutura da sociedade.

Enfim, veja o clipe:

Ademais, veja mais:

Enfim, Antônio e Comitiva caminhando com São Benedito pela música e a fé

Afronta! Facing it! Rincon Sapiência e a força do Afrorap

Afinal, Jamming | Clássico de Bob Marley ganha remix com Tropkillaz e a nigeriana Tiwa Savage

Escreve o que achou!