Encontro da Cultura Cigana | Festa em Itanhaém homenageia Santa Sara Kali e ganha versão on-line

Há mais de uma década a produtora de eventos Santuarium Cultural promove o Encontro da Cultura Cigana. É uma celebração repleta de shows, dança, exposições, palestras, procissões e muito mais. Tudo em homenagem à Santa Sara Kali, a padroeira dos roma (Ciganos), inspirada em grandes eventos internacionais, como a Saint Maries de la Mer, que acontece na cidade de Camargue na França.

A saber, a festa é parte do calendário oficial do município de Itanhaém desde 2011. Contudo, na edição de 2021, através dos mecanismos do programa ProAc Lab – Lei Aldir Blanc,  garantiu um aporte maior no investimento do evento. Dessa forma, a família Santuarium, liderada pela produtora cultural e militante étnica Luciana Dara, com apoio de parceiros relevantes, como Heitor Werneck (parada LGBT São Paulo), Edgard da Silva (produção EmCena Brasil) e Emerson Pantaleo (Revelando São Paulo), ganha mais força.

“Devido à pandemia de COVID-19 e as limitações de realizar um evento com público no local, tivemos que mudar e nos reinventar: a 11ª edição será via Lives Online! Onde há desafios, há superações”, afirma Luciana.

Contando com 7 bandas, mais de 50 apresentações de dança, contação de história, show circense e participação indígena, como as apresentações do Coral Indígena da Aldeia Rio Branco, aula aberta de dança cigana por Aysla Martins e feira online de expositores de diversos artesanatos regionais, o evento ocorrerá de 23 a 25 de abril, com transmissão ao vivo das 14h às 22h. E o melhor: o evento é gratuito! Basta acessar a live e apoiar os artistas e expositores.

É possível acompanhar a programação nas redes sociais, simultaneamente no evento do Facebook e no canal do YouTube da Santuarium Cultural. A produção espera manter o público de sempre e ainda aproveitar a oportunidade no mundo digital para levar a Cultura Cigana a todo o Brasil.

Versão online

O Encontro da Cultura Cigana sempre teve grande procura de público e, neste ano, depois de mais de uma década, terá sua primeira versão online, com músicos, artesãos, oraculistas da tradição, rituais, apresentações de dança e a presença de renomados nomes da cultura cigana, além de expositores, workshops sobre a cultura e dança cigana com professores conceituados em todo o estado de São Paulo.

Representantes de etnias locais, como indígenas e caiçaras, participam do evento como parte de um movimento de culturas tradicionais. Por fim, no segundo dia de evento, será feita uma homenagem à santa Sara Kali, a padroeira do povo cigano, que ocorre em todos os anos.

Ademais, veja mais:

Palavra Cigana | Livro apresenta costumes e crenças de um povo nômade e marcante
Enfim, desenho clássico dos X-men retorna no streaming Disney+
22 dias a pé | Conheça a MPB do Tukum, os ciganos do espaço

Escreve o que achou!